O LÚDICO COMO FACILITADOR DA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Autores

  • Rafael Silveira da Mota Universidade Federal do Pampa
  • Tatiana dos Santos Macedo Universidade Federal do Pampa
  • Bárbara Regina Gonçalves Vaz Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.55470/relaec.37391

Palavras-chave:

Brincadeira, Lúdico, Aprendizagem, Educação Infantil

Resumo

Para que haja aprendizagem é necessário ter durante o percurso momentos de brincadeira, de jogos, do lúdico. O lúdico é essencial na formação do indivíduo, no desenvolvimento da vida infantil. O presente trabalho está sendo desenvolvido a partir de uma pesquisa bibliográfica que envolve leituras, análise dos materiais disponíveis na atualidade e aprofundamento teórico-conceitual sobre o tema em estudo. Para tanto, vê-se que dentro do ambiente escolar o lúdico deve estar sempre presente, pois a influência do brincar no desenvolvimento da criança é visível em todas as etapas de sua vida. Professores, futuros professores, monitores educacionais e/ou estagiários devem estar preparados para o atendimento infantil, visto que o brincar não é “perda de tempo”, mas sim uma fonte de aprendizagem, já que é através da brincadeira e do agir lúdico que a criança representa sua imaginação, seus conflitos e suas vivências. Esse trabalho tem por objetivo identificar como o lúdico influência no aprendizado, em especial dos alunos da Educação Infantil. O processo de aprendizagem faz parte da formação de cada indivíduo, e a criatividade faz com que o processo se desenvolva a partir de novos experimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, Paula Leon de. O lúdico na educação infantil como facilitador de aprendizagem, 2013. VIII, 59 f. Monografia (Licenciatura em Pedagogia) – Universidade de Brasília, Brasília 2013, acesso em 28/11/19;

ALMEIDA, Aline Marques da Silva. A importância do lúdico para o desenvolvimento da criança. 2014. Disponível em: http://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/A- import%C3%A2ncia-do-l%C3%BAdico-para-o-desenvolvimento-da- crian%C3%A7a.aspx cesso em 02 de abril de 2017.

AMARAL, J.J.F. Como fazer uma pesquisa bibliográfica. Fortaleza, CE, 2007.

ANTUNES, C. Jogos a Estimulação das Múltiplas Inteligências. Petrópolis. Rio de Janeiro. 1998.

ARAÚJO, Vânia Carvalho de. O jogo no contexto da educação psicomotora. São Paulo: Cortez 1992.

ANTUNES, C. Jogos a estimulação das múltiplas Inteligências. Petrópolis. Rio de Janeiro. 1998.

BARBOSA, Ana Paula Montolezi. LUDOTECA: UM ESPAÇO LÚDICO. 2010.

Disponível:em:http://www.uel.br/ceca/pedagogia/pages/arquivos/ANA%20PAULO%20MONTOL EZI.pdf. Acesso: 20. Abril. 2017.

BETTELHEIM, Bruno. Uma vida para seu filho. 2 ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1988.

BOGDAN, R. & Biklen, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora. 1994.

BRASIL. Referencial curricular nacional para a educação infantil/Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BROCK, A.; Dodds, S.; Jarvis, P. & Olusoga, Y. Brincar – Aprendizagem para a vida.Porto Alegre: Artmed Editora S.A. 2011.

CAMPOS, Maria Célia Rabello Malta. A importância do jogo no processo de

aprendizagem;http://www.psicopedagogia.com.br/entrevistas/entrevista.asp?entrID=39.

CHÂTEAU, J. O jogo e a criança. São Paulo: Summus, 1987.

CICCONE, S. (2013). Criatividade na obra de D.W.Winnicott. Disponível em:

http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/tde_arquivos/6/TDE2013-03-08T122356Z- 1784/Publico/Soraia%20Dias%20Ciccone.pdf. Acesso: 14. abril. 2015.

COLCHESQUI, Mariana Nassar Costa, A importância do ato de brincar na educação infantil.Revista Científica Eletrônica da Pedagogia – ISSN: 1678-300X Ano XIII – Número 25 – Julho de 2015 – Periódico Semestral, faef.revista.inf.br › imagens_arquivos › arquivos_destaque, acesso em 30/11/19;

CORRÊA, Leidniz Soares; BENTO, Raquel Matos de Lima. A importância do lúdico para a aprendizagem na educação infantil [s/d]. Disponível em: http://unijipa.edu.br/media/files/54/54_218.pdf. Acesso: 04. Abril. 2017.

CUNHA, Nylce Helena Silva. Brinquedoteca: um mergulho no brincar. São Paulo: Vetor, 2001.

DALLABONA, S. & Mendes, S. O lúdico na educação infantil: jogar, brincar, uma forma de educar. Revista de divulgação técnico científica do ICPG. Vol. 1 nº4. Janeiro/Março/2004, pp.107-112.

DIAS Elaine. A importância do lúdico no processo de ensino-aprendizagem na educação infantil. Revista Educação e Linguagem – Vol. 7, n º 1 (2013) Disponível:http://www.ice.edu.br/TNX/storage/webdisco/2013/12/09/outros/2774a576f536917a9 9a29a6ec671de86.pdf. Acesso: 20.abril.2018.

FANTACHOLI, Fabiane das Neves. O Brincar na Educação Infantil: Jogos, Brinquedos e Brincadeiras – Um Olhar Psicopedagógico. Revista Fundação Aprender. Disponível em: http://revista.fundacaoaprender.org.br/?p=78 acesso em: 02. Junho. 2017.

FERLAND, F. Vamos brincar? Na infância e ao longo de toda a vida. (1ª Edição). Lisboa: Climepsi Editores. 2006.

FERREIRA, Juliana de Freitas; SILVA Juliana Aguirre da; RESCHKE, Maria Janine Dalpiaz. A importância do lúdico no processo de aprendizagem. Disponível em:https://www2.faccat.br/portal/sites/default/files/A%20IMPORTANCIA%20DO%20LUDICO%20NO%20PROCESSO.pdf Acesso em: 05. abril. 2017.

FREIRE, J. B. Educação de Corpo Inteiro: Teoria e Prática da Educação Física. São Paulo: Scipione, 1991.

FRIEDMANN, Adriana (et al.). O direito de brincar: a brinquedoteca. São Paulo: Scritta, 1992.

FORTUNA, T. R. (2000). Sala de aula é lugar de brinca? Disponível em http://www.pead.faced.ufrgs.br/sites/publico/eixo3/ludicidade/valeria/texto_sala_de_aul a.pdf. Acesso em: 16. Abril. 2015.

HANK, Vera Lucia Costa. O Espaço Físico a sua Relação no Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança.

Disponívelem:https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-espaco-fisico-sua-relacao-no- desenvolvimento-aprendizagem-.htm. Acesso em: 07 de abril de 2017.

HORN, Maria da Graça de Souza. Sabores, cores, sons, aromas. A organização dos espaços na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

KISHIMOTO, Tizuco Morchida. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 7 ed. São Paulo: Cortez, 1996.

KISCHIMOTO, T. (1994). O jogo e a educação infantil. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/download/10745/10260. Acesso: 16. abril. 2015.

LISBOA. Monalisa. A importância do lúdico na aprendizagem, com auxílio dos jogos.[s/d], Disponível em: http://brinquedoteca.net.br/?p=1818 acesso em 23 de março 2017.

LIMA, Marilene. Brincando na sala de aula. Revista do professor, Porto Alegre, v. 20, n. 78, p. 5-7, abr./jun. 2004.

LUCKESI, Cipriano Carlos. (org.). Educação e Ludicidade. Salvador UFBA/FACED, 2000. MALAQUIAS, Maiane Santos; RIBEIRO, Suely de Souza. A Importância do Lúdico no Processo de Ensino-Aprendizagem no Desenvolvimento da Infância. 2013. Disponível em https://psicologado.com/atuacao/psicologia-escolar/a-importancia-do-

ludico-no-processo-de-ensino-aprendizagem-no-desenvolvimento-da-infancia. Acesso em: 02 de abril de 2017.

MALUF, Ângela Cristina Munhoz. Atividades lúdicas para Educação Infantil: conceitos, orientações e práticas. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

MATOS, Marcela Moura. O lúdico na formação do educador: contribuições na educação infantil. Cairu em Revista. Jan 2013, Ano 02, n° 02, p. 133-142. Disponível em: http://www.cairu.br/revista/arquivos/artigos/2013_1/09_LUD_FOR_EDU_133_142.pdf Acesso em: 28 de março de 2017.

MEYER, Ivanise Corrêa Rezende. Brincar e Viver: Projetos em Educação Infantil. 4ª. Ed. Rio de Janeiro: WAK, 2008.

MICHAELIS: Moderno Dicionário da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1998

MOYLES, J. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. Porto Alegre: Artmed Editora S.A. 2002.

NASCIMENTO, C. (2004). Criatividade e brincadeira de faz de conta nas concepções de professores da educação infantil. Disponível em: http://www.bdtd.ndc.uff.br/tde_arquivos/2/TDE-2007-11-21T122756Z1102/Publico/Dissert-C ynthia%20Nascimento.pdf. Acesso: 20.abril.2015.

NAVARRO, Mariana Stoeterau. Brincar e mediação na escola. Revista Brasileira de Ciências e Esporte. vol.34 nº.3 Porto Alegre Jul/Set. 2012.

NHARY, Tania Marta da Costa. O que está em jogo no jogo. Cultura, imagens e simbolismos na formação de professores. Dissertação de Mestrado em Educação. UFF. Niterói: RJ, 2006.

Downloads

Publicado

09-02-2022

Edição

Seção

Dossiê - Ludicidade e Educação: Contribuições da Pedagogia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>