Otimização de perfuração de poços de petróleo

Uma análise de dados da vazão de fluidos de perfuração no ROP

Autores

  • Lucas Sales Rodrigues de Oliveira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Andreas Nascimento Universidade Federal do Espírito Santo – UFES
  • Diunay Zuliani Mantegazini Universidade Estadual Paulista – UNESP
  • Nazem Nascimento Universidade Estadual Paulista – UNESP

DOI:

https://doi.org/10.21712/lajer.2021.v8.n1.p59-66

Palavras-chave:

Perfuração, Fluido, Análise de dados, Vazão, Eficiência

Resumo

A indústria de petróleo vem demandando reduções nos custos de exploração, o que reflete nas necessidades de se reduzir os custos operacionais de perfuração, e que pode ser atingido através da implementação de maior eficiência na operação. Pesquisas apontam que cientistas e companhias já estão experimentando diferentes abordagens visando incrementar a penetrabilidade da perfuração. Um método que não está bem implementado é a variação da vazão como um parâmetro mecânico específico de perfuração, dada sua complexidade e relação com a integridade do poço. Este artigo detalha a influência na vazão e parâmetros relacionados na taxa de penetração, apresentando como DHAP, ECD, vazão e ROP interagem uns com os outros. Pode-se ser observado que ao aumentar a vazão, um aumento em ROP é possível, mas que variações na vazão também influenciam a pressão de fundo de poço e ECD, implicando em possível variação do diferencial de pressão no fundo do poço. Um aumento do diferencial de pressão no fundo do poço, implica em um menor ROP. Todos esses fatores possuem influência na eficiência de perfuração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Al-Rubaii, M. M. et al. (2020) ‘Automated evaluation of hole cleaning efficiency while drilling improves rate of penetration’, International Petroleum Technology Conference 2020, IPTC 2020. doi: 10.2523/iptc-19809-ms.

Ataga, E., Ogbonna, J. and Boniface, O. (2012) ‘Accurate estimation of equivalent circulating density during high pressure high temperature (HPHT) drilling operations’, Society of Petroleum Engineers - 36th Nigeria Annual Int. Conf. and Exhibition 2012, NAICE 2012 - Future of Oil and Gas: Right Balance with the Environment and Sustainable Stakeholders’ Participation, 2, pp. 804–811. doi: 10.2118/162972-ms.

EIA (2016) ‘Trends in U.S. oil and gas upstream costs’, US Energy Information Administration, (March).

IADC (2014) ‘Drilling Manual Drilling mechanics and performance’, pp. 1–5. <https://www.iadc.org/wp-content/uploads/2015/08/preview-dp.pdf>.

Li, X. et al. (2017) ‘Study on the drilling fluid flow rate allowable range in offshore drilling considering the extended-reach limit’, Society of Petroleum Engineers - SPE Abu Dhabi International Petroleum Exhibition and Conference 2017, 2017-Janua. <http://doi.org/10.2118/188435-ms>.

Medina, P. (2012) Uma abordagem da teoria dos jogos para ratear os benefícios oriundos da injeção de gás rico em co2 nos reservatórios do Pré-sal. Dissertação de Mestrado, Planejamento Energético, UFRJ, Rio de Janeiro.

Mohammadsalehi, M. and Malekzadah, N. (2012) ‘Application of new hole cleaning optimization method within all ranges of hole inclinations’, Society of Petroleum Engineers - International Petroleum Technology Conference 2012, IPTC 2012, 1, pp. 68–75. <http://doi.org/10.2523/iptc-14154-ms>.

Nascimento, A. (2016) ‘Mathematical Modeling for Drilling Optimization in Pre-salt Sections: a Focus on South Atlantic Ocean Operations’. Doctoral thesis, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Guaratinguetá, São Paulo. <https://repositorio.unesp.br/handle/11449/136182> (Accessed: 6 February 2021).

Petrobras (no date) Pré-Sal. [online]. <https://petrobras.com.br/pt/nossas-atividades/areas-de-atuacao/exploracao-e-producao-de-petroleo-e-gas/pre-sal/?gclid=Cj0KCQjw78yFBhCZARIsAOxgSx1uiiZH5KBUVkUzruEmw64jyUYb0eIgTm6oq2BPgZ3ZNSa_eQtiiZsaAkgoEALw_wcB> (Accessed: 5 April 2021).

Rehm, B. et al. (2008) ‘Situational Problems in MPD’, in Managed Pressure Drilling. Elsevier, pp. 39–80. <http://doi.org/10.1016/b978-1-933762-24-1.50008-5>.

Silva, D. S. da (2015) Estudo de geopressões e assentamento de sapatas de revestimento. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Downloads

Publicado

2021-07-11

Edição

Seção

Petróleo e Gás Natural