Análise De Três Traduções De Um Bonde Chamado Desejo: O Léxico Na Construção Discursiva De Blanche Dubois

Autores

  • Micaela Rodrigues de Souza Fraga de Magalhães
  • Julia Almeida

DOI:

https://doi.org/10.47456/pl.v11i28.36471

Resumo

O presente artigo busca contrastar as três traduções brasileiras da peça A Streetcar Named Desire, de Tennessee Williams, publicadas sob o título de Um Bonde Chamado Desejo. O estudo tem como foco os discursos relacionados à protagonista da peça, Blanche DuBois, uma mulher desajustada que não encontra uma posição social confortável após o suicídio do marido. Stanley Kowalski, seu cunhado, a estupra, e o desfecho da personagem culmina, por fim, em um hospício. Utilizamos a Análise Crítica do Discurso e os Estudos da Tradução como principal aporte para o cotejo do corpus de três excertos extraídos de cada uma das traduções, em que escolhas lexicais distintas indicam diferentes enquadres ideológicos sobre a personagem. Ao final, foi possível perceber a carga ideológica vinculada aos discursos de/sobre DuBois em cada tradução e as impressões como leitor que os tradutores registraram ao reconstruírem as enunciações da protagonista em língua portuguesa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-08-2021

Como Citar

RODRIGUES DE SOUZA FRAGA DE MAGALHÃES, Micaela; ALMEIDA, Julia. Análise De Três Traduções De Um Bonde Chamado Desejo: O Léxico Na Construção Discursiva De Blanche Dubois. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 11, n. 28, p. 150–163, 2021. DOI: 10.47456/pl.v11i28.36471. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/36471. Acesso em: 13 abr. 2024.