A “complexidade” na capacitação do jovem aprendiz: entre a uni e a multidimensionalidade da formação técnico-profissional metódica

Autores

  • Daniel Machado da Conceição Programa de Pós-Graduação em Educação, UFSC, Brasil

Resumo

O conhecimento empregado nos mais diversos ofícios e profissões foi institucionalizado tendo na escola e nos cursos profissionalizantes os locais responsáveis por sua transmissão. O interesse do ensaio está na política voltada para inserção de jovens no mercado de trabalho, a chamada da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000). O referencial teórico do Pensamento Complexo permite questionar se as orientações sobre o conteúdo formativo presente na Portaria 723/2012 podem ser consideradas multidimensionais ou se continuam a ser unidimensionais. A unidimensionalidade emerge como orientação técnica e econômica que caracterizam uma ação simplificadora. A multidimensionalidade vai além da amplitude dos temas abordados. Requer que todo o processo formativo passe a envolver novos elementos que permitam a exaltação da racionalidade e não da racionalização.

Palavras-chave: Complexidade; Formação; Jovem Aprendiz; Multidimensionalidade; Unidimensionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Machado da Conceição, Programa de Pós-Graduação em Educação, UFSC, Brasil

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação/UFSC, Mestre em Educação, graduação em Ciências Sociais pela UFSC. Integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisa Educação e Sociedade Contemporânea (NEPESC/CED/UFSC). Bolsista no Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina UNIEDU/Pós-Graduação. E-mail: danielmdac1@gmail.com

Downloads

Publicado

2020-09-13

Como Citar

Conceição, D. M. da. (2020). A “complexidade” na capacitação do jovem aprendiz: entre a uni e a multidimensionalidade da formação técnico-profissional metódica. Simbiótica. Revista Eletrônica, 7(2 jan.-jun.), 92-109. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/simbiotica/article/view/32595