Após Prometeu: Quando a máquina expele o maquinista

Autores

  • Moisés dos Santos Viana Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil

Resumo

Este artigo objetiva realizar uma breve reflexão sobre os elementos da produção de bens simbólicos, informações e comunicação na interface das mídias, tanto no sentido de estrutura tecnológica como também nos seus sucedâneos na incisão das relações sociais. Para tanto, faz-se esta crítica por meio do método dialético-reflexivo-analítico e percebe-se que há, mesmo com avanço dos elementos tecnológicos dos sistemas de informação, o desafio cada vez maior de comunicar-se. As fronteiras invisíveis entre informação e comunicação se mostram como muros intransponíveis à medida em que a informação se acomoda em um sistema técnico-mercadológico, como sinônimo de poder, individualismo e manipulação; e comunicação é entendida como intersubjetividade e identidade, direito humano inalienável, participação e solidariedade.

Palavras-chave: Comunicação; Direito; Informação; Intersubjetividade; Tecnologia.

 

Abstract

This paper aims to conduct a brief reflection about the production elements of symbolic goods, information and communication on the media interface, both in the sense of technological structure as in their substitutes in the social relations incision. Therefore, this critical is done by the dialectical-reflective-analytical method and it is possible to realize that there is, even with the advancement of technological elements of information systems, an increasing challenge of communicating. The invisible boundaries between information and communication appear as insurmountable walls insofar the information is accommodated in a technical-marketing system, as synonymous of power, individualism, and manipulation. Thereby, communication is understood as intersubjectivity and identity, inalienable human right, participation and solidarity.

Keywords: Communication; Information; Intersubjectivity; Technology.

 

Resumen

Este artículo tiene como objetivo realizar una breve reflexión sobre los elementos de la producción de bienes simbólicos, informaciones y comunicación en la interfaz de los medios, tanto en el sentido de la estructura tecnológica, así como en sus sucedáneos en la incisión de las relaciones sociales. Para ello, se hace esta crítica por medio del método dialéctico-reflexivo-analítico y se percibe que hay, incluso con avance de los elementos tecnológicos de los sistemas de información, el desafío cada vez mayor de comunicarse. Las fronteras invisibles entre información y comunicación se muestran como muros infranqueables a medida que la información se acomoda en un sistema técnico-mercadológico, como sinónimo de poder, individualismo y manipulación; y la comunicación es entendida como intersubjetividad e identidad, derecho humano inalienable, participación y solidaridad.

Palabras clave: Comunicación; Derecho; Información; Intersubjetividad; Tecnología.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moisés dos Santos Viana, Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil

Docente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Doutorando Multi-Institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento DMMDC Grupo de Pesquisa Formação, Experiencias e Linguagens (UNEB). Grupo de Pesquisa Agricultura Comparada e Agricultura Familiar (UFBA). E-mail: tutmosh@gmail.com

Downloads

Publicado

2020-09-13

Como Citar

Viana, M. dos S. (2020). Após Prometeu: Quando a máquina expele o maquinista. Simbiótica. Revista Eletrônica, 7(2 jan.-jun.), 198-219. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/simbiotica/article/view/32600

Edição

Seção

Artigos livres