A Associação das Paneleiras de Goiabeiras (APG): elementos para compreender o capital social e a cultura política

Autores

  • Marcelo de Souza Marques Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil
  • Luiz Henrique Rodrigues Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo, Brasil
  • Rachel Franzan Fukuda Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.47456/simbitica.v8i4.37354

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre a mobilização de capital social e o desenvolvimento de uma cultura política associativo-participativa em torno da Associação das Paneleiras de Goiabeiras (APG), Vitória-ES. A hipótese sustenta que o processo de criação da APG não logrou sucesso na mobilização de capital social e pouco contribuiu para o desenvolvimento de práticas participativas no interior da instituição, que, a princípio, poderiam proporcionar maior envolvimento e identificação dos associados com a APG. A metodologia utilizada consistiu em técnicas qualitativas, especificamente por meio de pesquisa bibliográfica e de entrevistas em profundidade. Os resultados indicam que o processo de construção da APG impactou negativamente no capital social local, gerando uma percepção de “desconfiança institucional” e “baixo associativismo/envolvimento” em relação à associação.

Palavras-chave: capital social; cultura política; Associação das Paneleiras de Goiabeiras (APG).

 

Abstract

This article aims to reflect on the mobilization of social capital and the development of an associative-participatory political culture around the Association of the Paneleiras de Goiabeiras (APG), Vitória-ES. The hypothesis holds that the process of creating the APG was not successful in the mobilization of social capital and did little to contribute to the development of participatory practices within the institution. These practices could lead to greater involvement and identification of those associated with the APG. The methodology consisted of qualitative techniques, specifically bibliographic research and interviews. The result indicates that the APG construction process negatively impacted the local social capital, generating a perception of “institutional mistrust” and “low associativism / involvement” considering the association.

Keywords: social capital; political culture; Association of the Paneleiras de Goiabeiras (APG).

 

Resumen

El objetivo de este artículo es reflexionar sobre la movilización del capital social y sobre el desarrollo de una cultura política asociativa-participativa en relación con la Asociación de las Paneleiras de Goiabeiras (APG), Vitória-ES. La hipótesis sostiene que el proceso de creación de la APG no logró éxito en la movilización del capital social y poco contribuyó para el desarrollo de prácticas participativas dentro de la institución, prácticas que podrían proporcionar mayor implicación e identificación de los asociados con la APG. La metodología consistió en técnicas cualitativas, específicamente investigación bibliográfica y entrevistas en profundidad. Los resultados indican que el proceso de construcción de la APG impactó negativamente en el capital social local, generando una percepción de "desconfianza institucional" y "bajo asociatividad / implicación" con relación a la asociación.

Palabras clave: capital social; cultura política; Asociación de las Paneleiras de Goiabeiras (APG).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo de Souza Marques, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Membro do Grupo de Pesquisa, Associativismo, Contestação e Engajamento (GPACE-UFRGS) e do Grupo de Pesquisa Núcleo Participação e Democracia (NUPAD-UFES) Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

Luiz Henrique Rodrigues, Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo, Brasil

Bacharel, licenciado e Mestre em Ciências Sociais (UFES). Pesquisador Colaborador do Projeto Jongos e Caxambus: Cultura Afro-brasileiras no Espírito Santo. Pesquisador colaborador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB-UFES). Assessor Especial da Gerência de Memória e Patrimônio SECULT-ES

Rachel Franzan Fukuda, Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil

Mestre em História Social das Relações Políticas pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

Marques, M. de S., Rodrigues, L. H., & Fukuda, R. F. (2021). A Associação das Paneleiras de Goiabeiras (APG): elementos para compreender o capital social e a cultura política. Simbiótica. Revista Eletrônica, 8(4), 257–289. https://doi.org/10.47456/simbitica.v8i4.37354

Edição

Seção

Artigos livres