As transformações da atuação do Estado e as políticas sociais contemporâneas

Wagner barbosa Matias, Fernando Mascarenhas

Resumo


Resumo: Este estudo discute as características e a passagem do Estado de Bem Estar Social para o Estado Schumpeteriano, com a reestruturação do capitalismo em meados da década de 1970. Desde então, o Estado diminuiu sua atuação no atendimento das necessidades humanas e amplia seu papel na organização e sustentação da acumulação capitalista. Nesse sentido, o fundo público é canalizado para o atendimento das necessidades do capital e as políticas sociais assumem um caráter de amortecedor das tensões sociais, promovendo a coesão social e, por outro lado, atuam como moeda, que impulsiona o crescimento econômico e os lucros dos membros da burguesia.

Abstract:This study discusses the characteristics and the passage of the Welfare State to Social State Schumpeterian, with the restructuring of capitalism in the mid-1970s. Since then, the state reduced its role in human needs and expands its role in the organization and support of capitalist accumulation. In this sense, the public fund is channeled to meet the needs of capital and social policies assume a character buffer of social tensions, promoting social cohesion and on the other hand, act as currency, which boosts economic growth and profits members of the bourgeoisie.

 

 


Palavras-chave


Welfare State; Estado Schumpeteriano; Políticas Sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18315/argumentum.v5i1.4560

Apontamentos

  • Não há apontamentos.