A REALIDADE BRASILEIRA NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ASSISTENTES SOCIAIS

Resumo

Este ensaio discute a dimensão político-pedagógica do estudo da realidade brasileira na formação profissional de assistentes sociais. Contextualiza elementos da formação social do Brasil, reiterando a importância de intérpretes clássicos do pensamento social brasileiro. Apresenta a ideia de que a preocupação formativa e investigativa na área do Serviço Social acerca da realidade nacional constitui um elo para deslindar as exigências históricas profissionais e macrossociais do tempo presente.

Biografia do Autor

Lucas Bezerra, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Assistente Social. Doutorando em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Evelyne Medeiros Pereira, Universidade Federal de Pernambuco
Assistente Social. Doutora em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Adjunta do Departamento de Serviço Social  da Universidade Federal de Penrambuco.
Leonardo Nogueira, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Universidade Federal de Juiz de Fora.
Assistente Social. Doutorando em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor substituto da Faculdade de Serviço Social da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Referências

ABEPSS. Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. Diretrizes gerais para o curso de Serviço Social. Rio de Janeiro, 1996.

ABREU, M. M. Serviço Social e a organização da cultura. São Paulo: Cortez, 2004.

ALBUQUERQUE, C. S; PEREIRA, E. M. Transformações contemporâneas, educação e realidade brasileira: formação profissional em Serviço Social na experiência do IFCE. Recife, Fortaleza: Imprima, IFCE, 2016.

FERNANDES, F. Capitalismo dependente e classes sociais na América Latina. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

FERNANDES, F. Revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. São Paulo: Ed. Globo, 2006.

FERNANDES, F. Mudanças sociais no Brasil. 4. ed. rev. São Paulo: Global, [1960] 2008.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

GUNDER FRANK, A. Desenvolvimento do subdesenvolvimento latino-americano. In: Urbanização e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Zahar editores, 1973.

IAMAMOTO, M. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 2009.

IAMAMOTO, M. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2007.

IAMAMOTO, M. Renovação e conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

IANNI, O. A questão nacional na América Latina. Texto apresentado no Simpósio Interpretações Contemporâneas da América Latina — São Paulo, 24 e 25 de junho de 1987.

IANNI, O. Tendências do pensamento brasileiro. Tempo soc. vol. 12 n. 2, São Paulo, Nov. 2000.

MARINI, R. M. Dialética da dependência. In: TRASPADINI, R.; STEDILE, J. P. Ruy Mauro Marini – Vida e obra. São Paulo: Expressão Popular, 2005.

MOTA, A. E. Serviço Social brasileiro: profissão e área do conhecimento. Katálysis, Florianópolis, v. 16, número especial, 2013.

MOTA, A. E.; AMARAL, A. Serviço Social brasileiro nos anos 2000: cenários, pelejas e desafios. Recife: Editora da UFPE, 2014.

MOTA, A. E. Serviço Social brasileiro: insurgência intelectual e legado político. In: SILVA, M. L. O. (Org.). Serviço Social no Brasil: história de resistências e de ruptura com o conservadorismo. São Paulo: Cortez, 2016.

NETTO, J. P. Ditadura e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2011.

NETTO, J. P. Transformações societárias e serviço social: notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. In: Rev. Serv. Soc. & Soc., São Paulo, Cortez, ano XVII, n. 50, abr. 2016.

PRADO JR., Caio. Formação do Brasil contemporâneo. 21º ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1976.

______. A revolução brasileira. In: PRADO JR.; FERNANDES, F. Clássicos sobre a revolução brasileira. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

RIBEIRO, D. O povo brasileiro. São Paulo: Ed. Globo, 2015.

SAFFIOTI, Heleieth. A mulher na sociedade de classes: mito e realidade. São Paulo: Expressão Popular, [1969] 2013.

SAVIANI, D. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SILVA, M. L. O. (Org.). Serviço Social no Brasil: história de resistências e de ruptura com o conservadorismo. São Paulo: Cortez, 2016.

TROTSKY, Leon. História da Revolução Russa. Rio de Janeiro: Saga, 1967, v. 1.

Publicado
2019-12-19