Notas para uma história da cosmologia entre as décadas de 1910 e 1930

Autores

  • Antônio Augusto Passos Videira Universidade do Estado do Rio de Janeiro https://orcid.org/0000-0003-4369-9221
  • Cássio Leite Vieira Jornalista Freelancer

DOI:

https://doi.org/10.47456/Cad.Astro.v3n1.36680

Palavras-chave:

história da ciência, universo em expansão, modelos cosmológicos, astrofísica, astronomia

Resumo

Uma das grandes conquistas intelectuais ao longo do século passado foi a incorporação da cosmologia – até então área de estudo marginalizada por suas vinculações com a metafísica e a teologia – ao conjunto das ciências naturais – em particular, à física e à astronomia. Neste artigo, apresentamos, em termos gerais e com linguagem apropriada ao grande público, uma das primeiras conquistas marcantes da cosmologia: a ideia de que o Universo está em expansão, a qual foi rejeitada inicialmente por aquele que é visto como criador da versão moderna desse campo, Albert Einstein. Apesar de parte da comunidade de cosmólogos à época ter visto com desconfiança ou mesmo rejeitado a visão de um universo em expansão, essa ideia foi confirmada observacionalmente pela astronomia ainda na década de 1920.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-01

Como Citar

[1]
A. A. P. Videira e C. L. Vieira, “Notas para uma história da cosmologia entre as décadas de 1910 e 1930”, Cad. Astro., vol. 3, nº 1, p. 10, fev. 2022.