Como astrônomos estudam o mistério da morte das galáxias

Autores

  • Thiago Signorini Goncalves Observatório do Valongo - Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.47456/Cad.Astro.v3n1.37204

Palavras-chave:

astronomia, galáxias, evolução de galáxias, morte de galáxias

Resumo

Galáxias são alguns dos objetos astronômicos mais impressionantes conhecidos. São estruturas com com tamanhos de dezenas ou até centenas de milhares de anos-luz, contendo centenas de bilhões de estrelas, e imersas em um halo de matéria escura com trilhões de vezes a massa do Sol. Dadas as suas dimensões impressionantes, pode ser curioso pensar que uma galáxia apresenta um ciclo de vida. Mas sim, uma galáxia nasce, evolui e “morre”, embora o processo possa levar alguns bilhões de anos. Neste texto, vou descrever alguns dos processos que conhecemos sobre a evolução de galáxias, ou que ainda estamos tentando descobrir, e como os cientistas estão trabalhando para desvendar esses mistérios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-01

Como Citar

[1]
T. S. Gonçalves, “Como astrônomos estudam o mistério da morte das galáxias”, Cad. Astro., vol. 3, nº 1, p. 58, fev. 2022.

Edição

Seção

Divulgação Científica, Ciência e Sociedade