A contemporaneidade do gesto romântico no campo das artes visuais: ressonâncias estéticas nas concepções de arte e natureza entre Caspar David Friedrich (1774-1840) e Rubiane Maia (1979-)

Autores

  • Lindomberto Ferreira Alves Arquiteto-urbanista, arte-educador, pesquisador e professor. Atua como mediador cultural no Centro Cultural SESC Glória/ES. Atualmente é mestrando em Teoria e História da Arte (PPGA/UFES) e licenciando em Artes Visuais pelo Centro Universitário de Araras Dr. Edmundo Ulson (UNAR-SP).

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar as ressonâncias constitutivas às concepções de arte e natureza entre sete telas do pintor romântico alemão Caspar David Friedrich (1774-1840) e sete registros audiovisuais performáticos da artista brasileira contemporânea Rubiane Maia (1979-). Ao promover o encontro entre esses dois artistas, os leitores desse texto poderão vislumbrar até que ponto e de que maneira a relação entre arte e natureza, tão cara ao pintor romântico, estaria sendo atualizada pela artista contemporânea, através do que nos parece se tratar de certa contemporaneidade da estética romântica no campo das artes visuais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lindomberto Ferreira Alves, Arquiteto-urbanista, arte-educador, pesquisador e professor. Atua como mediador cultural no Centro Cultural SESC Glória/ES. Atualmente é mestrando em Teoria e História da Arte (PPGA/UFES) e licenciando em Artes Visuais pelo Centro Universitário de Araras Dr. Edmundo Ulson (UNAR-SP).

Lindomberto Ferreira Alves - Arquiteto-urbanista, artista, arte-educador e pesquisador

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia (2013). Colaborou com os grupos de pesquisa: Laboratório Urbano e Lugar Comum do PPGAU-UFBA; TECLIM (Rede de Tecnologias Limpas) do DEA/DEQUFBA [2010-2012]. Integrou os grupos de pesquisa: Conexão-Vix do DEA-UFES; LIS (Laboratório de Imagens da Subjetividade) do PPGSI-UFES; GEPSS (Grupo de Estudos e Pesquisas em Sexualidades) CE-UFES. Participou da rede de pesquisa iberoamericano TECNOPOLÍTICAS: Territórios Urbanos e Redes Digitais liderado pela EA-UFMG [2013-2015]. Desenvolveu pesquisas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Espírito Santo [2013-2015]. Foi professor voluntário do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Espírito Santo [2013-2014]. Coproduziu projetos de intervenções culturais em parceria com o Célula EMAU-UFES (Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo) do DEA-UFES [2015-2016]. É cogestor da plataforma virtual de arte e cultura "PROFAN[AÇÕES]:[com]partilhando diferentes modos de habitar [n]a contemporaneidade" [2013-2018]. Tem experiência na área de projetos, com trabalhos em arquitetura, urbanismo, patrimônio e habitação de interesse social [2007-2016]. Atualmente atua como mediador cultural junto ao programa educativo de artes visuais do Centro Cultural SESC Glória-ES. É licenciando em artes visuais pelo Centro Universitário de Araras Dr. Edmundo Ulson - UNAR e, mestrando em Teoria e História da Arte pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Espírito Santo. Suas pesquisas orbitam em torno dos estudos que privilegiam a análise crítica dos processos de criação artística na arte contemporânea - de modo especial, na análise de trabalhos cujos processos criativos colocam arte, vida, processo e obra no mesmo plano de contágio.

Endereço para acessar o currículo lattes completo: http://lattes.cnpq.br/4752217428368108

Referências

AGAMBEN, Giorgio, O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.
ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
BORNHEIM, Gerd. A filosofia do romantismo. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.
BRITO, Ronaldo. O moderno e o contemporâneo – o novo e o outro novo. Arte Brasileira Contemporânea – Caderno de Textos 1. Rio de Janeiro: Funarte, 1981. Disponível em: < http://www.casaruibarbosa.gov.br/arquivos/file/O%20moderno%20e%20o%20contemporaneo%20_ronaldo%20brito.pdf>. Acesso em: 08 mar. 2018.
CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura universal. Rio de Janeiro: Alhambra, 1987.
DEWEY, John. Arte como experiência. Tradução: Vera Ribeiro. São Paulo: Martins, 2010.
FAVARETTO, Celso F.. Deslocamentos: entre a arte e a vida. ARS (USP), São Paulo, v. 9, n. 18, p. 94-109, 2011.
FRANÇA, Ana Marcela. Percepções da natureza a partir da arte: a diversidade do olhar sobre o universo natural. Cantareira, n. 19, p. 3-17, 2013.
FRIEDRICH, Caspar David. Considerações acerca de uma coleção de pinturas de artistas em grande parte ainda vivos ou recentemente mortos. In: LICHTENSTEIN, Jacqueline (org.). A pintura – vol.5: Da imitação à expressão. Apresentação de Jean-François Groulier; coordenação da tradução de Magnólia Costa. São Paulo: Ed. 34, 2004.
GALARD, Jean. L’art sans oeuvre. In: Galard, Jean et al (org.). L’oeuvre d’art totale. Paris: Gallimard - Musée du Louvre, 2003.
MACHADO, Leila Aparecida Domingues. Performar. In: CATÁLOGO: MODOS DE USAR. Curadoria Júlio Martins. Museu de Arte do Espírito Santo. Vitória: Funcultura – Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo, 2015. Disponível em: <https://issuu.com/museumaes/docs/uca_0021_14_livreto_11x16_5cm_i_>. Acesso em: 12 jan. 2018.
MUCCI, Latuf Isaias. A concepção romântica da arte. Ipotesi, v.3, n. 1, p. 117-131, 1999.
NUNES, Benedito. A visão romântica. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.
SILVA, Rubiane Vanessa Maia da. Devios, sobre arte e vida na contemporaneidade. Vitória, 2011. 141f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Institucional). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional, Departamento de Psicologia, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
__________________________. Entrevista de Patricia Galleto em 13 de maio de 2016. Vitória. Reportagem. Museu de Arte do Espírito Santo-ES. Disponível em: <http://www.dancanoes.com.br/2016/05/>. Acesso em: 21 dez. 2017.
__________________________. Statement: carta de intenções artísticas. Home Page Rubiane Maia, s/d. Disponível em: <http://cargocollective.com/rubianemaia>. Acesso em: 21 dez. 2017. Partitura.
TIBERGHIEN, Gilles A.. Arte e natureza. In: CASCAIS, Fernando et al. (coord.). Dicionário crítico de arte, imagem, linguagem e cultura. Lisboa: Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens – Universidade Nova de Lisboa, 2010. Disponível em: <http://www.arte-coa.pt/>. Acesso em: 23 jul. 2018.
ZANINI, Walter. A arte romântica. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Como Citar

Alves, L. F. (2018). A contemporaneidade do gesto romântico no campo das artes visuais: ressonâncias estéticas nas concepções de arte e natureza entre Caspar David Friedrich (1774-1840) e Rubiane Maia (1979-). Revista Do Colóquio, 8(15), 10–22. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/colartes/article/view/21807