Caminhada e escuta como disparadoras de uma poética de experiência para viver na zona.

A rua, o ateliê, a montagem

Autores

  • Cristiano Souto Sant’anna

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v1i21.30843

Palavras-chave:

experiência, escuta, zona, narrativa, fotografia

Resumo

O artigo apresenta dois trabalhos do autor, Pequena história da Zona e Luminária solução de forma-conteúdo, o cotidiano de ateliê do artista, as relações entre essas obras e as práticas poéticas na região da Avenida Farrapos, em Porto Alegre. Atravessado pela noção de experiência, o artista desenvolveu uma rotina de convívio e uma poética da experiência, que resultou no compartilhamento de saberes articulados no ateliê e galeria. O artigo ainda desenvolve o conceito de Zona, delimitado como a região física da Avenida Farrapos, mas ampliando o sentido para zona de bagunça, de meretrício, zona imaginária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Oswald de. Manifesto Antropófago. In: Revista de Antropofagia, ano 1, n. 1, p. 3 e 7, São Paulo, maio de 1928.

BENJAMIN, Walter. O Narrador. In: Obras Escolhidas. São Paulo: Editora Brasiliense, p. 197 - 221, 1985.

BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. In: Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 20 - 28, Rio de Janeiro, 2002.

COELHO, Jacinto Prado. Dicionário de Literatura Portuguesa, Brasileira, Galega, Estilística e Literária. Porto: Editora do Minho. 1978.

OITICICA, Hélio. Aspiro ao Grande Labirinto. Rio de Janeiro: Rocco. 1986.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Cidades Visíveis, Cidades Sensíveis, Cidades Imaginárias. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882007000100002. Data de acesso: 01/04/2017.

ROLNIK, Suely. Antropofagia Zombie. Disponível em: http://www.pucsp.br/nucleodesubjetividade/Textos/SUELY/Antropzombie.pdf. Data de acesso: 29/05/2018.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. São Paulo: Edusp, 2006.

SANTOS, Milton. Técnica, Espaço, Tempo: Globalização e meio técnico-científico-informacional. São Paulo: Edusp, 2008.

ZÉ, Tom. Defeito de Fabricação. Rio de Janeiro: Trama, 1999.

ZANATTA, Cláudia. Ecótono e Efeitos de Borda: Arte e Comunidade como Zonas de Atrito. Disponível em: https://campoearte.files.wordpress.com/2015/05/ecc3b3tono-e-efeitos-de-borda.pdf Data de acesso: 17/06/2018.

Downloads

Publicado

2019-12-12

Como Citar

Sant’anna, C. S. . (2019). Caminhada e escuta como disparadoras de uma poética de experiência para viver na zona. : A rua, o ateliê, a montagem. Revista Farol, 15(21), 51–60. https://doi.org/10.47456/rf.v1i21.30843

Edição

Seção

Seção Temática