Análise da cobertura vegetal e uso das terras em unidades geoambientais, nos municípios de Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí, Nordeste, Brasil

Autores

  • Francílio de Amorim dos Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí / Campus Piripiri.
  • Cláudia Maria Sabóia de Aquino Universidade Federal do Piauí / Campus Ministro Petrônio Portela.

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO21.10478

Resumo

É essencial a utilização do geoprocessamento para mapeamento das unidades geoambientais e sensoriamento remoto para análise da cobertura das terras, principalmente, em Áreas Suscetíveis à Desertificação (ASD), tais como os municípios de Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí. Desse modo, o presente estudo propôs-se a identificar as unidades geoambientais presentes nos municípios de Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí e analisar, por meio das imagens do satélite Landsat 5 TM e do sensoriamento remoto, o estado da cobertura vegetal e o uso das terras nas referidas unidades. Foram identificadas cinco unidades geoambientais, tomando como base os Modelos Digitais de Elevação (MDE) e técnicas de geoprocessamento, a saber: i) Superfície Pedimentada Dissecada em Morros/Colinas e Formas Tabulares de Juazeiro do Piauí; ii) Patamares Estruturais da Bacia do rio Poti; iii) Vale da Bacia do rio Poti; iv) Superfície Pedimentada Dissecada em Morros/Colinas e Formas Tabulares de Castelo do Piauí e v) Rebordos Cuestiformes Conservados do Interior da Bacia Sedimentar do Maranhão/Piauí. Os dados do NDVI, da cobertura e do uso das terras apontaram correlação entre si e evidenciaram que as referidas unidades geoambientais apresentaram aumento nos valores das classes de maior proteção da cobertura vegetal, na redução das atividades agropecuárias e no aumento da caatinga arbustiva e caatinga arbórea. Amplia-se assim o conhecimento sobre a dinâmica ambiental da área em estudo com vista ao seu ordenamento territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francílio de Amorim dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí / Campus Piripiri.

Licenciado em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (2007); Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual do Piauí (2010); Especialista em Docência do Ensino Superior e em Gestão Ambiental e Ecoturismo pela Faculdade Montenegro (2009); Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Piauí (2015). É Revisor da Revista Eletrônica Caderno de Geografia (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUCMG) e Revista Clóvis Moura de Humanidades (Universidade Estadual do Piauí - UESPI). Atualmente, faz parte do Grupo de Pesquisa em Geografia Física, da Universidade Federal do Piauí. Tem experiência em estudos sobre degradação/desertificação, bacias hidrográficas e ensino de ciências, com publicações de manuscritos completos em periódicos e em anais de eventos. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí/Campus Piripiri, Classe D III, Nível I, em regime de Dedicação Exclusiva. Tem interesse nas temáticas sobre Degradação/Desertificação, Geoprocessamento, Sensoriamento Remoto, Bacias Hidrográficas e Ensino de Ciências.

Cláudia Maria Sabóia de Aquino, Universidade Federal do Piauí / Campus Ministro Petrônio Portela.

Possui graduação em Licenciatura Plena Em Geografia pela Universidade Federal do Piauí (1999), mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (2002) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal de sergipe (2010). Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal do Piauí, onde atua na pesquisa e no ensino de graduação e pós-graduação (Programa de Pós-Graduação de Geografia da UFPI), em disciplinas e temas relacionados à Geografia Física. É Editora-chefe da Revista eletrônica EQUADOR e Líder do Grupo de Pesquisa em GEOGRAFIA FÍSICA juntamente como o Dr. Gustavo Souza Valladares. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Análise Ambiental. Tem interesse nos temas da Geografia Física com destaque para: Bacia hidrográfica, Desertificação e planejamento ambiental.

Downloads

Publicado

2016-07-08

Como Citar

DOS SANTOS, F. de A.; DE AQUINO, C. M. S. Análise da cobertura vegetal e uso das terras em unidades geoambientais, nos municípios de Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí, Nordeste, Brasil. Geografares, [S. l.], n. 21, p. 79–97, 2016. DOI: 10.7147/GEO21.10478. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/10478. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos