Território do Sisal-Bahia: da difundida precariedade ao fortalecimento dos ativismos sociais/ Sisal Territory-Bahia (Brasil): from the widespread precariousness to the strengthening of social activism

Autores

  • Jamille da Silva Lima Universidade do Estado da Bahia
  • Agripino Souza Coelho

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO23.14388

Resumo

Analisar a coexistência entre as condições estruturais que perdura no Território do Sisal e a emergência e o fortalecimento dos ativismos sociais é o objetivo central deste artigo. Para a leitura desse contexto espacial acionamos os termos “permanências” e “emergências”, empregados como um par dialético. As permanências manifestam-se pelo conjunto de condições estruturais e pela particularidade histórica que se forjou no Território do Sisal (Bahia)  reconhecido pela prevalência das chamadas adversidades físico-naturais atribuídas à seca, por um conjunto de indicadores socioeconômicos desfavoráveis exemplificados pelos índices de analfabetismo, desemprego, entre outros, bem como pelos esquemas de autoritarismo e clientelismo político. As emergências são reveladas na mobilização e complexificação de redes de organizações sociais, consideradas como modalidades de ativismos sociais.

 

ABSTRACT

 

To analyze the coexistence between remaining structural conditions in the Território do Sisal and the emergence and strengthening of social activism is the centrapurpose of this article. To read this spatial context, we used the terms "permanence" and "emergencies", employed as a dialetic pair. The permanencies are manifested by the set of structural conditions and the historical particularity that was set up in the Território do Sisal (Bahia), recognized by the prevalence of the so-called physical and natural adver - sities related to drought, by a set of unfavorable social economic indicators exemplified by illiteracy, unemployment and among others, as well as the schemes of dominion and political clientelism. Emergencies are manifested in the mobilization and complexity of networks of social organizations, considered as social activism modality. This article is a result of a documental research and interviews with the most active social organization from Território do Sisal, during the years of 2010 and 2014. As a result, it was found that the social activisms of the Sisal Territory were searching for a political and moral direction conceived by social relations based on solidary cooperation, as well as on a more horizon - tal political and productive organization, and has been fighting for democratization of planning and public administration.

 

Keywords : social activism, permanencies, emergencies, Sisal Territory.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jamille da Silva Lima, Universidade do Estado da Bahia

Doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestre em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), professor de Geografia Humana na Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Agripino Souza Coelho

Doutoranda em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAM), mestre em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), professor de Geografia Regional na Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Downloads

Publicado

2017-08-11

Como Citar

LIMA, J. da S.; COELHO, A. S. Território do Sisal-Bahia: da difundida precariedade ao fortalecimento dos ativismos sociais/ Sisal Territory-Bahia (Brasil): from the widespread precariousness to the strengthening of social activism. Geografares, [S. l.], n. 23, p. 51–71, 2017. DOI: 10.7147/GEO23.14388. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/14388. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos