MIGRAÇÃO E SELETIVIDADE NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE VITÓRIA: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DOS CENSOS DEMOGRÁFICOS/Migration and selectivity in the state of Espírito Santo and the Great Vitória’s Area Metropolitan: considerations regarding Brazilian demographic Census

Autores

  • Isac Alves Correia UFRN
  • Ricardo Ojima UFRN

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO24.17174

Resumo

 

O objetivo desse artigo é testar a hipóteses de seleção positiva dos migrantes para o recorte estudado. A fonte de dados utilizada consiste nos microdados do Censo Demográfico 2010. Adota-se o modelo de regressão logística para testar a seletividade dos migrantes. Os principais resultados mostram uma razão de chance de ser migrante crescente conforme a idade, com OR de 11,45 (IC=3,62-36,24) para migrantes intermunicipais da RMV de 65 anos e mais em comparando-se com categoria de referência (15-19 anos) e que os migrantes interestaduais com destino a RMV tendem a ser do sexo feminino, mais escolarizados e auferem maiores rendimentos. Já os migrantes interestaduais, com relação ao restante da população, tendem a ser mais escolarizados e de cor/raça preta ou parda; para as variáveis idade e renda não houve associação. Assim, a migração tem se constituído um elemento importante para a região de destino com um incremento da renda nas escalas estadual e metropolitana, com a chegada de trabalhadores mais qualificados e experientes. Porém, a atração por migrantes mais envelhecidos aliada às mudanças nos comportamentos demográficos e a transição urbana representam desafios importantes, especialmente para as políticas públicas ligadas à saúde, previdência e mercado de trabalho.


ABSTRACT


The objective of this article is to test the hypotheses of positive selection of the migrants for the case studied. The main data source used consists of the microdata of the Demographic Census 2010. The logistic regression model is used to test the selectivity of the migrants. The main results show an increasing odds ratio increasing as the age increases, with OR of 11.45 (CI = 3.62-36.24) for intermunicipal migrants from RMGV of 65 years and over when compared to the reference category (15-19 years) and that the interstate migrants to the RMGV tend to be female, more educated and earn higher incomes. On the other hand, the interstate migrants, with respect to the rest of the population, tend to have scholarity more elevated and to be of black or brown race/color; For the variables age and income there was no association. Thus, migration has become an important element for the destination region with an increase in income on the state and metropolitan scales, with the arrival of more skilled and experienced workers. However, the attraction of older migrants coupled with shifts in demographic behavior and urban transition present major challenges, especially for public policies relating to health, welfare and the labor market.

 

Keywords: Migration; Migrant Characteristics; Regional development


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isac Alves Correia, UFRN

Graduado em Economia, Mestrando em Demografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Ricardo Ojima, UFRN

Sociólogo e doutor em Demografia (Unicamp). Professor do Depto de Demografia e Ciências Atuariais (DDCA) e do Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

CORREIA, I. A.; OJIMA, R. MIGRAÇÃO E SELETIVIDADE NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE VITÓRIA: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DOS CENSOS DEMOGRÁFICOS/Migration and selectivity in the state of Espírito Santo and the Great Vitória’s Area Metropolitan: considerations regarding Brazilian demographic Census. Geografares, [S. l.], n. 24, p. 40–57, 2017. DOI: 10.7147/GEO24.17174. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/17174. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos