Gastronomia e turismo: panificação tradicional em São Gotardo, Caxias do Sul-RS, Brasil./Gastronomy and tourism: Traditional breadmaking in São Gotardo, Caxias do Sul-RS, Brazil

Autores

  • Etiene Meyer Johannsen Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil.
  • Susana de Araujo Gastal Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5706-9672
  • Ana Maria Costa Beber Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO25.17418

Resumo

Nas décadas finais do século XIX, imigrantes oriundos da Itália chegaram ao Sul do Brasil em busca de novas perspectivas de vida. Dentre as tradições culinárias trazidas por eles, estão os modos de panificação, pois o pão é um alimento culturalmente importante nos modos de vida deste e de ouros grupos étnicos. Neste contexto, o presente artigo propõe registrar os processos tradicionais de panificação na localidade de São Gotardo, no distrito de Vila Seca, Caxias do Sul-RS, onde ítalo-descendentes ainda utilizam forno de barro e fermentos não industriais. Considera-se que a localidade situa-se na região turística da Serra Gaúcha, e que a oferta gastronômica baseado em tradições locais pode vir a ser um diferencial. A metodologia teve como suporte a observação participativa, com entrevista, registro fotográfico e anotações em diário de pesquisa, além da realização de oficinas de panificação, para demonstração e registro de receitas e técnicas de preparos, das quais participaram quatro senhoras da comunidade que ainda produzem o próprio fermento, para utilização na panificação doméstica. Como resultados, tem-se que há uma permanência de tradições associadas às práticas alimentares de famílias ítalo-brasileiros de São Gotardo, através da feitura do pão com o fermento de batata, e aos rituais que o envolvem. Deste modo, entende-se que o patrimônio material e simbólico presente no pão pode se constituir um produto de consumo turístico pautado na identidade gastronômica. 

 

ABSTRACT

In the final decades of the nineteenth century, immigrants from Italy arrived at southern Brazil in search of new perspectives of life. Among culinary traditions brought by them are ways of baking, since bread is a culturally important food in the ways of life of this and other ethnic groups. Considering this context, present article proposes to register traditional processes of baking in São Gotardo, Caxias do Sul, Brazil, where Italian-descendants still use clay oven and non-industrial yeasts. It’s important to consider that São Gotardo is located in the tourist region of the Serra Gaucha, and gastronomic offer can turn out to be a differential in the dispute to attract tourists to this place. Methodology was supported by participant observation, with interview, photographic record and notes in research diary, as well as baking workshops for demonstration and registration of recipes and bread preparation techniques, attended by four old women from the community who still produce the yeast itself, for use in domestic baking. As a result, it is possible to note that there is permanence of traditions associated with the eating habits of Italian-Brazilian families of São Gotardo, through making of bread with potato and apple yeast, and the rituals that surround it. In this way, it is understood that the material and symbolic patrimony present in bread can constitute a product of tourist consumption based on the local gastronomic identity.

Keywords: Food Tourism; Breadmaking; São Gotardo, Vila Seca, Caxias do Sul-RS, Brazil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Etiene Meyer Johannsen, Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil.

Especialização em Gestão de Segurança de Alimentos, Pós-graduação em Gestão de Hotelaria Hospitalar, Graduação em Gastronomia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2006) atuando principalmente nos seguintes temas: docente em gastronomia, chefe consultora em Panificação, Confeitaria, Cozinha quente. Currículo: http://lattes.cnpq.br/5966519528378710

 

Susana de Araujo Gastal, Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil.

Doutor. Professor e pesquisadorno Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, RS, Brasil. Bolsista Produtividade CNPq. Curriculo: http://lattes.cnpq.br/0363951380330385. E-mail: susanagastal@gmail.com

Ana Maria Costa Beber, Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil.

Doutor. Doutora pelo Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2012), mestre em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul - UCS (2004), especialista em Administração Estratégica de Serviços pela Universidade de Caxias do Sul (2002), graduada em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul (2000) e em Hotelaria pela Universidade de Caxias do Sul (2001).EStágio Pós-Doutoral Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade,  Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul-RS, Brasil. Curriculo: http://lattes.cnpq.br/4036094394047683

Downloads

Publicado

2018-06-27

Como Citar

JOHANNSEN, E. M.; GASTAL, S. de A.; BEBER, A. M. C. Gastronomia e turismo: panificação tradicional em São Gotardo, Caxias do Sul-RS, Brasil./Gastronomy and tourism: Traditional breadmaking in São Gotardo, Caxias do Sul-RS, Brazil. Geografares, [S. l.], n. 25, p. 199–217, 2018. DOI: 10.7147/GEO25.17418. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/17418. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos