Capitalismo dependente e políticas sociais na América Latina

Autores

  • Cristiane Luiza Sabino Souza Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.11827

Resumo

O presente ensaio pretende tecer algumas considerações acerca das políticas sociais na América Latina a partir das categorias teóricas dependência e superexploração numa abordagem dialógica entre as concepções de Florestan Fernandes e Ruy Mauro Marini. Abordaremos, a partir dessas categorias, as particularidades estruturais do capitalismo sui generis latino-americano, bem como do Estado que dele deriva, para apontar: 1) as particularidades da política social na América Latina; 2) e a relação entre a formação do fundo público e o aumento da desigualdade no capitalismo dependente, a qual será ilustrada a partir de um breve apanhado acerca da apropriação do fundo público para a valorização do capital no Brasil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Luiza Sabino Souza, Universidade Federal do Espírito Santo

Assistente Social  formada pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Mestranda em Política Social pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Downloads

Publicado

2016-05-08

Como Citar

Souza, C. L. S. (2016). Capitalismo dependente e políticas sociais na América Latina. Argumentum, 8(1), 48–60. https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.11827