FORA DA ESCOLA NÃO PODE! BUSCA ATIVA ESCOLAR NA PANDEMIA

Autores

  • Edcleide da Silva Pereira Novais Prefeitura Municipal de Iguaí
  • Daélcio Ferreira Campos Mendonça Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Palavras-chave:

Busca Ativa Escolar, Educação, Pandemia

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a importância da estratégia da Busca Ativa Escolar como possível potencial de amenizar os efeitos da Pandemia da Covid-19, nas escolas, no que se referem ao acesso e permanência dos alunos; apresenta, assim, resultado de estudos sobre a Busca Ativa Escolar como instrumento para mitigar o afastamento dos alunos das escolas. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica com abordagem qualitativa. O levantamento de dados ocorreu à luz orientações emitidas pelo UNICEF e legislação vigente. Os principais referenciais teóricos que sustentam o estudo são os documentos oficiais pulicados pela UNICEF. Constata-se que a Busca Ativa Escolar é uma importante ferramenta para alcançar os educandos que estão fora da escola, pois além de possibilitar o retorno desses alunos estreita os laços família e escola. Existem alguns desafios a serem superados pelas escolas como o acesso aos alunos e adolescentes que estão fora da escola, atores sociais disponíveis para atuar, vulnerabilidade social, desigualdade social e educacional, ausência de internet e/ou recursos digitais para acessar as aulas online, bem como atores sociais disponíveis para atuar. Faz-se necessário apoio técnico e financeiro para implementação de políticas públicas que contribuem para superar as problemáticas sociais, garantam o acompanhamento dos alunos que retornaram às escolas e a efetividade da Busca Ativa Escolar. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edcleide da Silva Pereira Novais, Prefeitura Municipal de Iguaí

Mestre em Educação em Ciências pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2015). Especialista em Educação Infantil, pela UESB; Gestão Escolar e Educacional, pela FAEM e Políticas Públicas e Gestão Educacional, pela UESB. Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Educação Montenegro (2007) e Arte pela Faculdade Entre Rios do Piauí (2016). Professora da Educação Básica, lotada na Secretaria Municipal de Educação de Iguaí/BA. Coordenadora do Plano Municipal de Educação e articuladora do Plano de Ações Articuladas. Tem experiência na área de Educação, pesquisando os seguintes temas: Educação do Campo, Políticas Públicas, Gestão Educacional e Plano Municipal de Educação.

Daélcio Ferreira Campos Mendonça , Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA/FACED). Pós Doutorando em Educação, Sociedade e Política Internacional pela Universidade Católica do Salvador (UCSal). Mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Especialista em Neuropsicologia (IBPEX). Professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Atuou como Professor de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ibititá-BA, no período de 1998-2001. Ex Bolsista de Iniciação Científica (IC), Iniciação Tecnológica Industrial (ITI) e FINEP. Foi Estagiário do Programa de Gestão Participativa com Liderança em Educação (PGP/LIDERE), 2002-2005. Ex Consultor do Instituto Internacional de Planejamento e Educação (IIPE/UNESCO). Foi bolsista do Programa de Formação Continuada para Gestores de Educação Básica (PROGED/UFBA - 2004 - 2008. Trabalhou ainda como consultor Pedagógico de município baiano. Além disso, fez parte da Equipe do PAR Formação /UFBA/ISP. Ex-Professor de Pós-Graduação na Universidade Estadual da Bahia(UNEB).Participou de atividades de pesquisa com a UNESCO, PROJOVEM, PENUD etc. Tem publicado artigos e capítulos de livros nas áreas de Gestão Educacional, Avaliação, Educação Inclusiva, Educação à Distância e História da Educação. Vem realizando atividades de assessoria e consultoria técnica e pedagógica em Secretarias Municipais de Educação. Além disso, atua nas áreas de planejamento educacional, especialmente na elaboração de Plano Municipal de Educação (PME) e outras áreas como da pesquisa, avaliação, tutoria, elaboração de projetos e material didático para Cursos a Distância. Atualmente, vem trabalhando com Educação de Jovens e Adultos (EJA) na condição de formador de alfabetizadores. Vem estudando temas relacionados às políticas públicas em educação, como: gestão de Secretaria de Educação, qualidade social da educação, inclusão social, subjetividade, gestão democrática e participativa, autonomia e descentralização da educação. Assim como realizando palestras, oficinas e vivências abordando essas temáticas. Atua pontualmente como Professor das Faculdades Batista Brasileira (FBB), Instituto de Ciências e Gêneses (ICG).Faculdade de Ciência e Educação (FACIBA), Faculdade de Ciência e Tecnologia Albert Ainstein (FACTAE) além de exercer a função de Professor de Metodologia do Trabalho Acadêmico e Sociologia da Educação na ATHUS Consultoria.

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei n° 8.069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília: Diário Oficial da União, 1990.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação-PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, v. 26, 2014.

BUSCA ATIVA ESCOLAR. Página Inicial. Disponível em: https://buscaativaescolar.org.br/Acesso no dia 16 de julho de 2021.

BUSCA ATIVA ESCOLAR. entenda a Metodologia Social e a Ferramenta Tecnológica. Coordenação Andréia Peres e Marcelo Bauer. UNICEF: Instituto TIM. Brasília, DF: Congemas: Undime, 2017a. (Fora da Escola Não Pode!).

BUSCA ATIVA ESCOLAR. Guia de implementação nos municípios. Coordenação Andréia Peres e Marcelo Bauer. UNICEF: Instituto TIM. Brasília, DF: Congemas: Undime, 2017b. (Fora da Escola Não Pode!).

BRASIL. Medida provisória sobre dias letivos e carga horária em tempos de pandemia. MP 934/2020. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso no dia 27/07/21.

BRASIL. Parecer CNE/CP 05/2020. Disponível em: www.portal.mec.gov.br. Acesso no dia 27/07/21.

CETIC.BR. Pesquisa TIC Kids Online Brasil 2019. 2020. Disponível em: https://radis.ensp.fiocruz.br/index.php/home/reportagem/exclusao-nada-remota. Acesso no dia 27/07/21.

DOURADO, Luiz Fernandes. PNE, políticas e gestão da educação: novas formas de organização e privatização. In: PNE, políticas e gestão da educação: novas formas de organização e privatização. Luiz Fernandes Dourado, Organizador, (Meio Eletrônico) - Brasília: Anpae, 2020.

UNCME. Educação em tempos de pandemia: direitos, normatização e controle social. Um guia para Conselheiros Municipais de Educação. UNCME. 2020.

UNICEF. Cenário da Exclusão Escolar no Brasil: Um alerta sobre os impactos da pandemia da COVID-19 na Educação. CENPEC Educação 2021. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/14026/file/cenario-da-exclusao-escolar-no-brasil.pdf. Acesso no dia 26/07/21.

Downloads

Publicado

2021-10-04

Edição

Seção

Dossiê - Da formação à prática pedagógica