A CONSTRUÇÃO DO HUMOR PELO CANCELAMENTO DE IMPLICATURAS

Autores

  • Makeli Aldrovandi Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Resumo

O presente artigo situa-se no campo da Pragmática. Buscou-se explicar a forma como o humor é construído a partir do cancelamento de implicaturas. Para tanto, o trabalho foi embasado na Teoria das Implicaturas de Grice (1989), e, consequentemente, utilizou-se dos conceitos de Princípio de Cooperação e Máximas Conversacionais, do mesmo autor, para dar suporte à análise. O trabalho analisou tirinhas publicadas em uma rede social. Como metodologia, foram apontadas as quebras das máximas conversacionais de cada tirinha analisada, a implicatura emergente da quebra, e como o cancelamento da possível implicatura faz surgir o humor. Em alguns dos casos, a implicatura é feita pelo leitor, em outros por um dos personagens. Como resultado, pode-se perceber que há, em todas as análises, uma mudança de tipo de implicatura de convencional para conversacional. Essa mudança, que não é prevista pela Teoria, é a causadora do efeito humorístico das tirinhas justamente por representar algo inusitado. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Makeli Aldrovandi, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Graduação em Letras (Português, Inglês e respectivas Literaturas) pelo Centro Universitário Univates (2011). Mestrado em Letras/ Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2014). Doutoranda em Letras/ Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (ingresso 2015). Professora de Língua Inglesa e Leitura e Produção de Texto no Centro Universitário Univates.

Downloads

Publicado

2015-12-16

Como Citar

ALDROVANDI, M. A CONSTRUÇÃO DO HUMOR PELO CANCELAMENTO DE IMPLICATURAS. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 110–119, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/10357. Acesso em: 27 nov. 2021.