CONSTRUÇÕES DE TEMA CORREFERENCIALIDADE: UMA DESCRIÇÃO FUNCIONALISTA EM TRÊS SINCRONIAS

Autores

  • Fábio Izaltino Laura UFES

Resumo

Resumo: A partir de uma visão funcionalista da linguagem, mais especificadamente da Gramática Funcional de Simon Dik (1989, 1997), pretende-se neste artigo mostrar o funcionamento da correferencialidade na ocorrência de Construções de Tema na interação verbal por meio de cartas pessoais. Assim, tomando-se a idéia de que a correferencialidade pode se manifestar nas formas lexicais, pronominais e zero, o texto focaliza a evolução dessas formas correferenciais em três momentos da língua portuguesa, a saber, séculos XVIII, XIX e XX. Os dados indicam a tendência, com o passar do tempo, de o Tema não apresentar correferencialidade com constituintes oracionais, o que pode estar relacionado à mudança no sistema pronominal de língua portuguesa: diminuição no uso de pronomes clíticos e presença de anáfora zero.

Palavras-chave: Funcionalismo. Diacronia. Tema. Correferencialidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

LAURA, F. I. CONSTRUÇÕES DE TEMA CORREFERENCIALIDADE: UMA DESCRIÇÃO FUNCIONALISTA EM TRÊS SINCRONIAS. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 1, n. 1, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/1191. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos