A família de construções ergativas no português

Autores

  • Larissa Ciríaco UFMG

Resumo

Neste artigo, investiga-se o padrão oracional ergativo em português a partir de um ponto de vista inovador em três aspectos principais. Em primeiro lugar, partindo-se da observação de que a ergativa apresenta significado próprio, independente do significado de verbos, adota-se a Gramática de Construções de Goldberg (1995, 2006) como referencial teórico. Em segundo lugar, a construção ergativa não se limita a verbos causativos, podendo fazer com verbos sofram algum tipo de coerção e obtenham a propriedade semântica necessária para compatibilização. Por fim, mostra-se que a ergativa não compreende apenas uma construção, mas sim uma família composta por duas construções relacionadas - uma com, e outra sem o clítico. A análise mostra os verbos compatíveis com a família de construções ergativas em português e propõe uma representação para elas de modo a descrever sua semântica e sua sintaxe e predizer sua aceitabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-19

Como Citar

CIRÍACO, L. A família de construções ergativas no português. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 7, n. 14, p. 421–435, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/15658. Acesso em: 27 nov. 2021.