DA ORALIDADE AO IDEOLOGEMA NO CONTO THE MAN WHO WAS ALMOST A MAN DE RICHARD WRIGHT: UMA ANÁLISE DIALÓGICA

Autores

  • Naiara Medeiros de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Orison Marden Bandeira de Melo Júnior Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Resumo

A literatura afro-americana, que se inicia com uma busca pela explicitação das mazelas a que os escravos negros eram subjugados, passa a representar o negro, no período do Harlem Renaissance no ambiente de violência imposto pela era da segregação legalizada, a era Jim Crow. Nesse contexto, encontra-se o conto “The Man Who Was Almost a Man” de Richard Wright. Este trabalho objetiva, portanto, analisar as marcas de oralidade na fala do protagonista do conto, em contraste com a fala do seu empregador branco, a fim de buscar a sua relevância para o enredo da obra ficcional e uma significação social. Pautado nos estudos do Círculo (de Bakhtin), a análise seguiu o caminho metodológico que vai do texto ao seu contexto, da oralidade da fala da personagem à quebra desses limites linguístico-materiais (a fala compreendida como ideologema), buscando o seu contexto social concreto. Percebemos que as marcas de oralidade na fala do protagonista negro refletem e refratam o posicionamento de inferioridade imputado ao afro-americano, desde o período da escravidão até o período Jim Crow. Não são, portanto, apenas marcas de oralidade, mas marcas sociais e históricas de seres humanos segregados legalmente, sendo-lhes conferidas as piores condições de subsistência e de escolaridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Naiara Medeiros de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Estudante de Letras (habilitação Língua Inglesa) na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente é aluna bolsista de Iniciação Científica (PIBIC) no projeto Literatura estrangeira contemporânea: uma perspectiva dialógica de ensino e formação (discursiva) e aluna participante do grupo de pesquisa Ensino de literatura estrangeira: perspectivas diversas.

Orison Marden Bandeira de Melo Júnior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Doutor em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL/PUCSP), professor adjunto do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas (DLLEM/UFRN) e Coordenador do Curso de Letras-Inglês da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 

Downloads

Publicado

2017-12-17

Como Citar

DE OLIVEIRA, N. M.; BANDEIRA DE MELO JÚNIOR, O. M. DA ORALIDADE AO IDEOLOGEMA NO CONTO THE MAN WHO WAS ALMOST A MAN DE RICHARD WRIGHT: UMA ANÁLISE DIALÓGICA. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 7, n. 16, p. 105–123, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/17705. Acesso em: 25 jan. 2022.