A RECATEGORIZAÇÃO COMO FERRAMENTA DISCURSIVA: UMA ANÁLISE DE TEXTOS ESCOLARES DE ALUNOS DE UMA PERIFERIA CARIOCA

Autores

  • Silvia Adelia Henrique Guimarães UERJ

Resumo

Considerando a base que rege os Parâmetros Curriculares Nacionais da Língua Portuguesa (PCN/LP), o desenvolvimento da expressão escrita em situações de uso, investigamos como estudantes do nono ano e moradores de uma periferia carioca posicionam-se discursivamente em textos com viés argumentativos, e como respondem, na materialidade de seus textos, aos princípios contidos nos PCN/LP. O trabalho pauta-se na teoria da referenciação, assumindo a concepção sociocognitiva da linguagem, considerando que os sentidos do texto constroem-se no curso da interação, sendo esta intersubjetiva. Além disso, assume uma tendência teórica atual que agrega, além das estratégias correferenciais, a perspectiva da recategorização a partir de diversos fatores co(n)textuais possíveis para sua manifestação. Para efetivar a pesquisa, mapeamos todas as estratégias lexicogramaticais que serviram para a constituição das anáforas diretas em cinco textos e, em seguida, analisamos as formas de recategorização neles presentes. Os resultados apontam que alguns aspectos gramaticais, como elipse e pronomes, foram estratégias limitadoras da argumentatividade nos textos. Contudo, observou-se o fenômeno da recategorização não apenas pelas anáforas diretas, mas também através da predicação. Esses resultados possibilitam pensar os usos da língua(gem) nas periferias, e em uma necessária metodologia que instrumentalize os alunos a partir das peculiaridades linguístico-discursivas ali encontradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Adelia Henrique Guimarães, UERJ

Doutoranda em Letras - UERJ 

Mestre em Linguística pela UERJ.

Especialista em Elaboração Curricular e prática docente da Educação Básica - UERJ/FEBF

Especialista em Psicopedagogia - UNIGRANRIO

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2017-12-17

Como Citar

GUIMARÃES, S. A. H. A RECATEGORIZAÇÃO COMO FERRAMENTA DISCURSIVA: UMA ANÁLISE DE TEXTOS ESCOLARES DE ALUNOS DE UMA PERIFERIA CARIOCA. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 7, n. 16, p. 236–256, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/17751. Acesso em: 30 nov. 2021.