REDAÇÃO DE VESTIBULAR: OBJETOS DE DISCURSO, SEQUÊNCIAS TEXTUAIS DESCRITIVAS E ORIENTAÇÃO ARGUMENTATIVA EM INTERFACE

Autores

  • Sueli Cristina Marquesi Doutora em Linguística Aplicada e Professora Titular de Língua Portuguesa da PUC-SP e da Universidade Cruzeiro do Sul.
  • Silvia Augusta de Barros Albert Doutora em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Resumo

Este artigo tem como principal objetivo propor um diálogo entre a Análise Textual dos Discursos (Adam, [2008] 2011; Marquesi, 2016), a Linguística Textual, de perspectiva sociocognitiva e interacional, (Marcuschi, 2011, 2008, 2007, 2006; Koch, 2005; Koch e Penna, 2006; Cavalcante, 2005, 2011) e estudos do descritivo (Marquesi, [1996] 2004), no sentido de contribuir para o desenvolvimento da proficiência escritora de alunos da educação básica e de aproximar os atuais estudos da linguagem à prática da sala de aula, em relação ao ensino e à aprendizagem da escrita. Respaldados nesses estudos, apresentamos a imbricação entre o processo de construção de objetos de discurso e a organização de sequências textuais descritivas, destacando a estreita relação que estabelecem nos textos. Para tanto, analisamos redações de vestibular, considerando-as como um gênero, uma prática de escrita situada em uma dada esfera de atividade, que demanda um posicionamento do produtor frente a um determinado tema e uma orientação argumentativa condizente. A metodologia proposta evidencia a relação entre estrutura composicional e referenciação que concorre para efetivar os propósitos do produtor relacionados a uma dada situação comunicativa e às determinações do gênero em questão.

 

Palavras-chave: Redação de vestibular. Objetos de discurso. Sequências textuais descritivas. Orientação argumentativa. Ensino de língua portuguesa.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sueli Cristina Marquesi, Doutora em Linguística Aplicada e Professora Titular de Língua Portuguesa da PUC-SP e da Universidade Cruzeiro do Sul.

Doutora em Linguística Aplicada e Professora Titular de Língua Portuguesa da PUC-SP e da Universidade Cruzeiro do Sul, atuando, na primeira, no Programa de Estudos Pós-graduados em Língua Portuguesa e no IP-PUCSP, e, na segunda, no Programa de Pós-graduação em Linguística. Realizou estudos de pós-doutorado em Linguística, na Universidade do Porto (Portugal) e na Universidade de Lausanne (Suíça), estágio profissional em gestão universitária, na Universidade de Montréal (Canadá), e missão de trabalho em projeto de pesquisa na Universidade Sorbonne – Paris V (França), dentro de projeto CAPES-COFECUB. Dedicou-se, ao longo de sua carreira, ao ensino superior, tanto na Graduação quanto na Pós-graduação, desenvolvendo pesquisas relacionadas a leitura, escrita, uso da linguagem verbal em ambientes virtuais de aprendizagem, linguagem jurídica e tipologia e gêneros textuais. Participou de congressos nacionais e internacionais, publicou artigos e livros e formou Mestres e Doutores na área. É coordenadora do GT Linguística do Texto e Análise da Conversação, da Associação Nacional de Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL) e líder do Grupo de Pesquisa (CNPq) Texto, Escrita e Leitura. Participou, no período de 2010 a 2013, como coordenadora de equipe, do Projeto “Análise de Textos e Discursos”, liderado pela Universidade do Rio Grande do Norte, dentro do Programa PROCAD – NF da CAPES. Em sua atuação profissional, registram-se, ainda, atividades de extensão voltadas para a formação continuada de professores de Língua Portuguesa. Ocupou vários cargos de gestão acadêmica, destacando-se entre eles, na PUC-SP, o de Coordenadora do Programa de Estudos Pós-graduados em Língua Portuguesa e o de Vice-reitora Acadêmica, e, na Universidade Cruzeiro do Sul, o de Diretora de Pós-graduação e Pesquisa e o de Pró-reitora Acadêmica. É Reitora da Universidade Cruzeiro do Sul, Avaliadora Institucional do Ministério da Educação do Brasil e Assessora do mesmo Ministério para o ENADE na área de Letras.

Silvia Augusta de Barros Albert, Doutora em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Doutora em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na linha de pesquisa Leitura, Escrita e Ensino de Língua Portuguesa, com pesquisa voltada para os processos sociocognitivos subjacentes à produção escrita (2016); Mestre em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007), na mesma linha de pesquisa; graduada em Língua e Literatura Portuguesas pela mesma universidade (1980). Possui experiência docente de 16 anos na Educação Básica e experiência docente no Ensino Superior há sete anos em Educação a Distância (EaD). Atualmente, coordena os cursos de Letras Português/Inglês e Português/ Espanhol em Educação a Distância (EaD) da Cruzeiro do Sul Educacional; na mesma instituição atua como professora responsável de disciplinas em cursos de Graduação a distância; é membro do corpo docente de Programa de Pós-Graduação Mestrado em Linguística da Universidade Cruzeiro do Sul; é colaboradora da editora Abril para elaboração de leituras críticas de literatura juvenil, tendo elaborado guias de leitura para o professor para as editoras Ática, SM e Saraiva. Participa do Grupo de Pesquisa Ensino de Língua Portuguesa para Fins Específicos (IP-PUCSP) e do Grupo de Pesquisa Teorias e práticas discursivas e textuais da Universidade Cruzeiro do Sul; atua em projetos de pedagogia da escrita com base no estudo dos gêneros, em relação à prática de avaliação e à formação de professores. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em leitura e escrita, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem de leitura e de escrita; pedagogia da escrita; avaliação; educação a distância on-line e formação de professores.

Downloads

Publicado

2017-12-25

Como Citar

MARQUESI, S. C.; ALBERT, S. A. de B. REDAÇÃO DE VESTIBULAR: OBJETOS DE DISCURSO, SEQUÊNCIAS TEXTUAIS DESCRITIVAS E ORIENTAÇÃO ARGUMENTATIVA EM INTERFACE. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 7, n. 17, p. 14–33, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/18433. Acesso em: 17 jan. 2022.