O GERENCIAMENTO DE VOZES EM ARTIGOS DE OPINIÃO PRODUZIDOS POR ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA ANÁLISE DOS PROCESSOS VERBAIS

Autores

  • Francieli Matzenbacher Pinton
  • Cleiton Reisdorfer Silva
  • Claridiane Camargo Stefanello

Resumo

Neste artigo buscamos analisar o emprego de verbos que realizam processos verbais (HALLYDAY; MATTHIESSEN, 2014) em artigos de opinião produzidos por alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Como aporte teórico para análise dos materiais coletados, partimos de conceitos da Linguística Sistêmico-Funcional (LSF) (HALLYDAY; MATTHIESSEN, 2014) e da noção de verbos introdutores de opinião, proposta por MARCUSCHI (2007). O corpus de pesquisa está constituído de cinquenta e nove textos argumentativos de alunos, produzidos em contexto de sala de aula. Os resultados apontam a recorrência de dez tipos de processos verbais e de cinco tipos de participantes-dizentes. Os processos verbais identificados são do tipo semiose e aparecem combinados com participantes-dizentes que concorrem para validação da tese dos autores.  Em relação ao encapsulamento de força argumentativa por meio de verbos do tipo parafraseantes sintéticos, foram identificadas quatro funções organizadoras: indicação de posição oficial e afirmações positivas, indicação de força do argumento, provisoriedade do argumento e indicação de retomada opositiva. Entendemos que o mapeamento realizado nesta pesquisa poderá auxiliar na construção de atividades que promovam a reflexão sobre o gerenciamento de vozes em textos argumentativos, em especial, em artigos de opinião.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-15

Como Citar

PINTON, F. M.; SILVA, C. R.; STEFANELLO, C. C. O GERENCIAMENTO DE VOZES EM ARTIGOS DE OPINIÃO PRODUZIDOS POR ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA ANÁLISE DOS PROCESSOS VERBAIS. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 8, n. 18, p. 201–216, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/19168. Acesso em: 6 dez. 2021.