Narrativa De Uma Estudante Disléxica Marginalizada No Espaço Escolar: A Persistência Da Estrutura Centro-Periferia Na Era Da Superdiversidade

Autores

  • Talita Rosetti Souza Mendes Pontificia Universidade Católica - PUC-Rio
  • GLAUBER SOUZA LEMOS Instituto Nacional de Educação de Surdos - INES Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar as noções de centro-periferia relacionadas ao âmbito escolar na era da superdiversidade construídas em narrativas sobre a trajetória de uma estudante disléxica em movimentos interacionais construídos entre entrevistadora e entrevistada. Além disso, visa ao desenvolvimento de inteligibilidades sobre as temáticas que emergem a partir dessas construções. A arquitetura teórica, em perspectiva interdisciplinar, fundamenta-se em pertinentes estudos sobre a globalização (Streger, 2003; Kumaravadivelu, 2006), a superdiversidade (Vertovec, 2007, Estefogo, 2017) e a centro-periferização no espaço escolar (Earp, 2007), com contribuições da Linguística Aplicada (Davies, 2007 [1999]; Cook, 2003; Pennycook, 2004; Moita Lopes, 2006, 2013; Fabrício 2006; Kleiman, 2013) e dos estudos da Narrativa (Labov, 1972; Linde, 1993; Bastos, 2004; Roland, 2003). A partir de uma metodologia de pesquisa qualitativa interpretativa, foram analisados três segmentos de uma gravação de áudio. Os resultados da análise apontam não só para o apagamento da dislexia, como também uma tentativa de diminuição de questões relacionadas à diversidade em sala de aula, uma vez que comportamentos diferentes foram impedidos de ocupar o papel de representação – o que gerou marginalização e periferização da aluna disléxica. Não houve, nesse sentido, uma noção multicultural ou plural, mas a necessidade de uma resposta a um padrão de comportamento que, quando não correspondido, vetou o direito de voz no espaço escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Talita Rosetti Souza Mendes, Pontificia Universidade Católica - PUC-Rio

Doutoranda em Estudos de Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro desde 2018.1. Mestre em Estudos de Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio 2003), Pós-graduada em Língua Portuguesa pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Faculdade de Formação de Professores (UERJ-FFP 2012), Graduada em Letras Português - Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ 2009). Membro do grupo de pesquisa Linguagem, Cultura e Trabalho, da PUC-Rio sob coordenação da professora Maria das Graças Dias Pereira. Desenvolve pesquisas nas áreas da linguística aplicada, análise da narrativa, sociolinguística interacional, dislexia e distúrbios de aprendizagem. Interesses de pesquisa: articulação entre discurso, práticas e construção de identidades na educação, dislexia e transtornos de aprendizagem em contextos da família e da escola.

GLAUBER SOUZA LEMOS, Instituto Nacional de Educação de Surdos - INES Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio

Doutorando (2019) e Mestre em Letras/Estudos da Linguagem (2019) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Pós-graduado em Docência do Ensino Superior da Libras (2017) pela Universidade Cândido Mendes (UCAM). Possui Licenciatura Plena em Pedagogia (2018) e Graduação Tecnológica em Gestão Ambiental (2016), ambas pela Universidade Estácio de Sá (UNESA). Membro associado da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) e da Associação Latino-americana de Estudos do Discurso (ALED). Tem interesse em pesquisas nas áreas da Linguística Aplicada, Sociolinguística e Sociolinguística Interacional, Análise da Conversa Etnometodológica, Tradução e Interpretação, com foco de análise em: Conflito; Narrativa; Interação (Fala-em-interação); Pragmática; Translinguagem; Práticas Transidiomáticas; Contextos {Bi}[Pluri](Multi)língues.

Downloads

Publicado

13-12-2019

Como Citar

MENDES, Talita Rosetti Souza; LEMOS, GLAUBER SOUZA. Narrativa De Uma Estudante Disléxica Marginalizada No Espaço Escolar: A Persistência Da Estrutura Centro-Periferia Na Era Da Superdiversidade. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 9, n. 22, p. 293–310, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/27010. Acesso em: 17 jun. 2024.