O CARÁTER MULTIFUNCIONAL DO VOLITIVO QUERER EM GÊNEROS JORNALÍSTICOS

Autores

  • Gabriela Baroni

Resumo

Este trabalho, de base linguística funcionalista, destina-se à análise dos usos do verbo volitivo querer nos gêneros textuais artigo de opinião e entrevista. Entre os princípios centrais do funcionalismo, o da gramaticalização é o que norteia a nossa pesquisa. Pertinente a esse princípio, o contínuo Verb-to-TAM, proposto por Heine (1993), nos auxiliará a identificar possíveis estágios de gramaticalização para o volitivo citado. Ao contrário do que sugerem as abordagens tradicionais, que tratam as categorias como discretas, o autor afirma haver uma gradação, composta pelos estágios de A a G, que caracteriza a passagem de verbo pleno a marcador de Tempo, Aspecto e Modo (Verb-to-TAM). Com base nessa proposta, classificaremos os usos de querer nesses estágios, a fim de observar como esse verbo tem sido utilizado pelos falantes do português brasileiro – se como pleno ou se mais próximo da auxiliaridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-07-31

Como Citar

BARONI, G. O CARÁTER MULTIFUNCIONAL DO VOLITIVO QUERER EM GÊNEROS JORNALÍSTICOS. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 2, n. 4, p. 39–58, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/3176. Acesso em: 22 jan. 2022.