O PROCESSO DE MUDANÇAS LINGUÍSTICAS NA LÍNGUA FRANCESA EM ROTEIROS DE NAVEGAÇÃO DO SÉCULO XVI: LE GRAND ROUTIER DE MER

Autores

  • Rita Maria Ribeiro Bessa Universidade Federal da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana

Resumo

Os roteiros portugueses de navegação da Carreira da Índia foram traduzidos e publicados em língua francesa pelo holandês J. H. van Linschoten na coletânea Le grand routier de mer(1610). Estes roteiros foram fundamentais para facilitar a expansão marítima europeia no século XVI para as Índias Orientais. Para as análises linguísticas são selecionados os roteiros pertencentes aos pilotos portugueses Diogo Afonso e Vicente Rodrigues. Trata-se de textos escritos em francês médio cujos limites são pontuados, em geral, entre os séculos XIV e XVI. O francês médio apresenta-se como uma língua em fase de mudanças. Ele caracteriza ainda o momento de busca da afirmação e da unidade da língua francesa como idioma nacional. Serão analisados fatos característicos da sintaxe, da morfologia e da fonética que reiteram o momento lento e gradual de transformações pelo qual a língua passava.

Palavras-chave: Le grand routier de mer. Francês médio. Mudanças linguísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita Maria Ribeiro Bessa, Universidade Federal da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana

Professora adjunta de língua francesa dos cursos de Letras e de Gastronomia da UFBA e da UEFS. Pesquisadora no Nucleo de Pesquisa em Discurso. Coordenadora Acadêmica do Curso de Proficiência em Língua Francesa - UFBA/Ciencias sem Fronteiras.

Downloads

Publicado

2012-10-29

Como Citar

RIBEIRO BESSA, R. M. O PROCESSO DE MUDANÇAS LINGUÍSTICAS NA LÍNGUA FRANCESA EM ROTEIROS DE NAVEGAÇÃO DO SÉCULO XVI: LE GRAND ROUTIER DE MER. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 62–75, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/3577. Acesso em: 8 dez. 2021.