QUESTÕES COGNITIVO-AFETIVAS NA EXPERIENCIA DE APRENDIZAGEM EM UM CURSO DE INGLES ONLINE

Autores

  • Cristiane Perine UFU

Resumo

Este estudo propõe uma interface investigativa da relação entre crenças sobre aprender inglês a distância e a motivação em uma disciplina de inglês instrumental a distância (IngRede). Considerando crenças como um conjunto de opiniões e ideias que alunos e professores têm a respeito do processo de ensino e de aprendizagem de línguas (BARCELOS, 2006), e os referencias de motivação como sendo a responsável pela escolha por uma ação particular, a persistência em mantê-la e o esforço despendido para executá-la de modo a alcançar um objetivo (DÖRNYEI, 2001), aliamos esses conceitos ao contexto virtual de aprendizagem, o qual causa uma reconfiguração nos papeis de professores e alunos (PAIVA, 2008). Participa deste estudo uma professora em formação, de 56 anos, aluna do curso de Letras a Distância de uma universidade federal de Minas Gerais. Recorremos a um questionário, diários reflexivos, entrevista virtual e acompanhamento da participação dos alunos na plataforma do curso no Moodle para análise inicial dos dados. Esperamos suscitar reflexões acerca da disponibilização de disciplinas de línguas na modalidade virtual nos cursos de Letras e problematizar a possível relação entre crenças, motivação e ações, e como tal relação pode repercutir no presente papel de alunos e, futuramente, como professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Perine, UFU

Mestre em Estudos Linguísticos (UFU). Docente do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM).

Downloads

Publicado

2015-08-26

Como Citar

PERINE, C. QUESTÕES COGNITIVO-AFETIVAS NA EXPERIENCIA DE APRENDIZAGEM EM UM CURSO DE INGLES ONLINE. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 5, n. 10, p. 10–33, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/7908. Acesso em: 8 dez. 2021.