DESPOTISMO FINANCEIRO E POLÍTICAS AUSTERICIDAS: O ULTRALIBERALISMO EM AÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22422/temporalis.2021v21n41p303-319

Resumo

O presente artigo tem por objetivo discutir os determinantes contemporâneos da agenda de contrarreformas sociais brasileiras e a sua relação com a crise estrutural do capitalismo. A agenda neoliberal tem sido radicalizada no Brasil hodierno com a complexificação da austeridade fiscal imposta ao país e à América Latina pelos organismos multilaterais. Essa agenda guarda relação com as medidas liberalizantes que conformam o atual padrão de acumulação capitalista, em sua fase de financeirização, e transpassam a ação do Estado, por meio das políticas sociais e da articulação das contrarreformas sociais, que dão vazão à apropriação privada do fundo público. Este trabalho é fruto de uma revisão bibliográfica, a partir de artigos e livros que versam sobre o tema, com relevância no universo acadêmico-científico do Serviço Social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Roberto Marinho da Costa II, UNINABUCO

Doutorando em Serviço Social- UFPE, possui graduação em ServiçoSsocial pela Universidade Federal de Pernambuco (2008), Especialização em Gestão Ambiental pela Universidade de Pernambuco- UPE (2009), Especialização em Planejamento e Gestão de Recursos Financeiros na Política de Saúde pela FIOCRUZ/IMIP (2011) e mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (2015, foi professor substituto da UFPE. Atualmente é docente do curso de Serviço Social do Centro Universitário Estácio do Recife, docente e coordenador do curso de Serviço Social do Centro Universitário Joaquim Nabuco-UNINABUCO. Integra a diretoria do CRESS- 4ª Região, na função de tesoureiro, coordenador da comissão de inscrição e coordenação da comissão de formação profissonal. Atuou como coordenador estadual do Programa Casa das Juventudes da Secretaria de Criança e Juventude do estado de Pernambuco, como secretario de Assistência Social do município de Barreiros-PE, como Secretário Adjunto de Assistência Social do município de Pombos-PE . Possui experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Assistência Social e Proteção Social, fundo público e o financiamento da política de Assistência Social.

Rosa Maria Cortês de Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1973). Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1991). Doutora em Planejamento Urbano e Regional pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional-IPPUR/UFRJ (2006). Pós-Doutorado no Centro de Estudos e das Relações Interculturais (CEMRI), Universidade Aberta de Lisboa(UAb), Lisboa, Portugal (2018). Professora Associado da Universidade Federal de Pernambuco. Professora do Programa de Pós-Graduação de Serviço Social - Departamento de Serviço Social. Líder do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Habitação e Saneamento Ambiental-NEPHSA. Pesquisadora do Observatório de Políticas Públicas e Práticas Socioambientais (Observatório PE), integrante da Rede Nacional do Observatório das Metrópoles. Chefe do Departamento de Serviço Social-CCSA/UFPE ( 2015-2018. Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Serviço Social (PPGSS-UFPE).Temas de estudo e atuação: Serviço Social, questão urbana, questão habitacional, autoconstrução, saneamento ambiental, assentamentos precários, lutas sociais, práticas sociais, desigualdade e pobreza urbana, políticas públicas e sociais, cidade e território, migração.

Downloads

Publicado

2021-07-01