Estado neoliberal VS projeto democratizante: implicações na Política de Assistência Social Brasileira

Palavras-chave: Nova Direita. Estado neoliberal. Projeto democratizante. Política de Assistência Social.

Resumo

Problematizam-se os direcionamentos da Nova Direita (neoliberalismo e neoconservadorismo) para a Política de Assistência Social brasileira, os quais perpassaram a construção de suas normativas e as disputas de sentidos com o projeto democratizante da Constituição Federal de 1988. Estas acentuam-se com as contrarreformas neoliberais do atual Governo, que vem desmontando as conquistas no setor. Trata-se de pesquisa bibliográfica com base em literatura atualizada sobre a temática, além de figurar como pesquisa documental, ao lançar mão dos documentos que compõem a Política de Assistência Social na contemporaneidade. Infere-se que a ofensiva da Nova Direita significa precarização extrema das condições sociais da classe trabalhadora e maior concentração de renda da classe dominante.

Biografia do Autor

Paula Raquel Silva Jales, Universidade Federal do Piauí e Universidade Estadual do Ceará
Mestra em Políticas Públicas e Sociedade, Universidade Estadual do Ceará (UECE). Doutoranda em Políticas Públicas, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Assistente Social. Professora substituta da UECE. Bolsista CAPES.
Solange Maria Teixeira, Universidade Federal do Piauí
Pós-Doutoramento em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutorado em Políticas Públicas, Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Professora e pesquisadora da Universidade Federal do Piauí (UFPI) junto aos Cursos de Graduação em Serviço Social e à Pós-Graduação em Políticas Públicas, em nível de Doutorado e Mestrado.
Publicado
2019-04-30
Como Citar
Jales, P. R. S., & Teixeira, S. M. (2019). Estado neoliberal VS projeto democratizante: implicações na Política de Assistência Social Brasileira. Argumentum, 11(1), 101-114. https://doi.org/10.18315/argumentum.v11i1.22850