O Desmembramento do Corpo no Surrealismo: As Bonecas de Hans Bellmer

Aline Barbosa da Cruz Prudente

Resumo


Este trabalho analisa o corpo fragmentado no movimento surrealista a partir das bonecas de Hans Bellmer, obras construídas da década de 1930, e fotografadas diversas vezes. Nesta análise são usadas as teorias da coisificação de Bill Brown, do fetichismo de Freud e do estranho de ambos os autores. 


Palavras-chave


Corpo; Surrealismo;

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRIAN, S. Surrealist art. London: Thames and Hudson, 1970.

BROWN, B. Thing Theory. Critical Inquiry Vol. 28, Num. 1 2001, p. 1-22.

________. Reification, Reanimation, and the American Uncanny. Critical Inquiry Vol. 23, 2006, p. 175-207.

FREUD, S. The Uncanny [1919]. London: Penguin, 2003, p. 123-151.

_____, S. Fetishism [1927] (J. Strachey, Trans.). In The Complete Psychological Works of Sigmund Freud. London: Hogarth and the Institute of Psychoanalysis, 1999, Vol. XXI, pp. 147-157.

HOFFMANN, E. T. A. The Sandman [1816.]. In The Best Tales of Hoffman. New York: Dover, 1967, p. 183-214.

LICHTENSTEIN, Therese. Behind Closed Doors: the art of Hans Bellmer. Berkeley; New York, NY: University of California Press: International Center of Photography, 2001.

MORAES, E. R. O Corpo Impossível, São Paulo: Iluminuras, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.