A contemporaneidade do gesto romântico no campo das artes visuais: ressonâncias estéticas nas concepções de arte e natureza entre Caspar David Friedrich (1774-1840) e Rubiane Maia (1979-)

Lindomberto Ferreira Alves

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar as ressonâncias constitutivas às concepções de arte e natureza entre sete telas do pintor romântico alemão Caspar David Friedrich (1774-1840) e sete registros audiovisuais performáticos da artista brasileira contemporânea Rubiane Maia (1979-). Ao promover o encontro entre esses dois artistas, os leitores desse texto poderão vislumbrar até que ponto e de que maneira a relação entre arte e natureza, tão cara ao pintor romântico, estaria sendo atualizada pela artista contemporânea, através do que nos parece se tratar de certa contemporaneidade da estética romântica no campo das artes visuais.

 


Palavras-chave


Arte e natureza; Romantismo; Caspar David Friedrich; Arte contemporânea; Rubiane Maia

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio, O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

BORNHEIM, Gerd. A filosofia do romantismo. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.

BRITO, Ronaldo. O moderno e o contemporâneo – o novo e o outro novo. Arte Brasileira Contemporânea – Caderno de Textos 1. Rio de Janeiro: Funarte, 1981. Disponível em: < http://www.casaruibarbosa.gov.br/arquivos/file/O%20moderno%20e%20o%20contemporaneo%20_ronaldo%20brito.pdf>. Acesso em: 08 mar. 2018.

CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura universal. Rio de Janeiro: Alhambra, 1987.

DEWEY, John. Arte como experiência. Tradução: Vera Ribeiro. São Paulo: Martins, 2010.

FAVARETTO, Celso F.. Deslocamentos: entre a arte e a vida. ARS (USP), São Paulo, v. 9, n. 18, p. 94-109, 2011.

FRANÇA, Ana Marcela. Percepções da natureza a partir da arte: a diversidade do olhar sobre o universo natural. Cantareira, n. 19, p. 3-17, 2013.

FRIEDRICH, Caspar David. Considerações acerca de uma coleção de pinturas de artistas em grande parte ainda vivos ou recentemente mortos. In: LICHTENSTEIN, Jacqueline (org.). A pintura – vol.5: Da imitação à expressão. Apresentação de Jean-François Groulier; coordenação da tradução de Magnólia Costa. São Paulo: Ed. 34, 2004.

GALARD, Jean. L’art sans oeuvre. In: Galard, Jean et al (org.). L’oeuvre d’art totale. Paris: Gallimard - Musée du Louvre, 2003.

MACHADO, Leila Aparecida Domingues. Performar. In: CATÁLOGO: MODOS DE USAR. Curadoria Júlio Martins. Museu de Arte do Espírito Santo. Vitória: Funcultura – Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo, 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2018.

MUCCI, Latuf Isaias. A concepção romântica da arte. Ipotesi, v.3, n. 1, p. 117-131, 1999.

NUNES, Benedito. A visão romântica. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.

SILVA, Rubiane Vanessa Maia da. Devios, sobre arte e vida na contemporaneidade. Vitória, 2011. 141f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Institucional). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional, Departamento de Psicologia, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.

__________________________. Entrevista de Patricia Galleto em 13 de maio de 2016. Vitória. Reportagem. Museu de Arte do Espírito Santo-ES. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2017.

__________________________. Statement: carta de intenções artísticas. Home Page Rubiane Maia, s/d. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2017. Partitura.

TIBERGHIEN, Gilles A.. Arte e natureza. In: CASCAIS, Fernando et al. (coord.). Dicionário crítico de arte, imagem, linguagem e cultura. Lisboa: Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens – Universidade Nova de Lisboa, 2010. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2018.

ZANINI, Walter. A arte romântica. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.