Sandra Cinto: melancolia da paisagem, memórias do mar

Autores

  • Luciane Ruschel Nascimento Garcez

Resumo

Este artigo pretende discutir algumas questões do processo artístico da artista paulistana Sandra Cinto, a partir de obras apresentadas em duas exposições, onde o gesto do desenho e a história da arte se mostram presentes de forma poética e pungente. Pretende-se refletir sobre o processo artístico de Cinto como forma de problematizar questões como tempo, memória e história a partir da imagem.

Biografia do Autor

Luciane Ruschel Nascimento Garcez

Professora e crítica de arte. Professora na graduação e pós nas áreas de Cerâmica, Teoria e História da Arte,  História da Arte de Santa Catarina, Metodologia do Ensino da História da Arte. Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC (2006). Mestre em Teoria e História da Arte (PPGAV-CEART, UDESC - 2009), bolsista Capes. Doutora pela Université Aix-Marseille, França, na área de Estudos e Ciências da Arte. Membro na Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas - ANPAP. Membro ABCA - Associação Brasileira de Críticos de Arte. Atuando principalmente nos seguintes temas: artes visuais, história da arte, arte contemporânea, Hubert Duprat, ouro, anacronismo na arte; cerâmica. Produção plástica artística em cerâmica.

Referências

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS. Maiores jornais do Brasil. Brasília: ANJ. 2015. Disponível em: <http://www.anj.org.br/maiores-jornais-do-brasil/>. Acesso em: 20 dez. 2016.

BRANDÃO, H. H. N. Introdução à análise do discurso. 3. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2012.

___________________. Analisando o discurso. In: CASTILHO, A. T. de. (Org.). Portal da Língua Portuguesa. São Paulo: Fundação Roberto Marinho, 2006.

CANO, M. R. de O. A manifestação dos estados de violência no discurso jornalístico. São Paulo: PUC, 2012.

CHARAUDEAU, P. Dize-me qual é teu corpus, eu te direi qual é a tua problemática. v. 10. Rio de Janeiro: Revista Diadorin/UFRJ, 2011.

DIÁRIOS ASSOCIADOS. “Veículos”. 2017. Disponível em: <http://www.diariosassociados.com.br/home/veiculos.php?co_veiculo=29>. Acesso em: 07 jan. 2017.

DIAS, A. R. F. O discurso da violência: as marcas da oralidade no jornalismo popular 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

ESTADO DE MINAS. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Estado_de_Minas&oldid=47939951>. Acesso em: 6 jan. 2017.

MAINGUENEAU, D. Discurso e análise do discurso. Tradução de Sírio Possenti. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

_________________. Gênese dos discursos. Tradução de Sírio Possenti. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

_________________. A análise do discurso e suas fronteiras. v. 14. Rio de Janeiro: Matraga, 2007.

_________________. Análise de textos de comunicação. Tradução de Maria Cecília P. de Souza e Silva, Décio Rocha. 6. ed. São Paulo: Corteza, 2013.

MARCONDES FILHO, C. O capital da notícia. São Paulo: Editora Ática, 1989.

MICHAUD, Y. A violência. Tradução de Garcia. São Paulo: Ática, 1989.

ODALIA, N. O que é violência. 6. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1991.

PERELMAN, C.; OLBRECHTS-TYTECA, L. Tratado da argumentação: a nova retórica. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

PLAYART. Caçados. 2007. Altura: 1600 pixels. Largura: 1075 pixels. 299 Kb. Formato JPEG. Capa de DVD. Disponível em: <http://capassuspense.blogspot.com.br/2011/06/cacados.html>. Acesso em: 10 dez. 2016.

REBOUL, O. Introdução à retórica. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

REZNIK. Rota comando. 2009. Altura: 1600 pixels. Largura: 1073 pixels. 390 Kb. Formato JPEG. Capa de DVD. Disponível em: <https://capadedvd.wordpress.com/2009/11/17/rota-comando/>. Acesso em: 10 dez. 2016.

SUPER NOTÍCIA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Super_Not%C3%ADcia&oldid=47876987>. Acesso em: 03 jan. 2017.

Publicado

2019-06-09

Edição

Seção

Artigos