As relações entre família, escola e violência à luz da teoria bioecológica

Autores

  • Michelle Popenga Geraim Monteiro
  • Tatiane Delurdes de Lima-Berton Universidade Federal do Paraná
  • Araci Asinelli-Luz Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.47456/argumentum.v12i3.31070

Resumo

Este artigo discute a relação da violência na família e escola e a influência no desenvolvimento da criança. O tema é abordado na perspectiva Bioecológica do desenvolvimento humano e se baseia em revisão de literatura. Muitos são os autores que contribuíram para a discussão do tema. O estudo ressalta que tanto a família como a escola são contextos permeados por relações de conflito e violência, com repercussão na vida da criança. Em se tratando de desenvolvimento humano, compreender como a violência se instala e se manifesta no mesossistema família-escola auxilia no estímulo a políticas públicas de prevenção da violência com crianças e adolescentes.

Palavras-chave: Violência. Vida familiar. Espaço escolar. Bioecologia. Relações Sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Popenga Geraim Monteiro

Pedagoga. Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Paraná

Tatiane Delurdes de Lima-Berton, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Educação (2018-2021) e Mestre em Educação (2015-2017) junto ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Paraná na Linha Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano, sob orientação da Professora Doutora Araci Asinelli da Luz. Graduada em Tecnologia em Gestão Pública pela Universidade Estadual do Oeste (UNICENTRO) (2018-2020). Especialista em Educação Integral Transformadora pela Faculdade Vicentina e Associação Gente de Bem, com patrocínio da Embaixada da Finlândia (2015-2017). Graduada em Pedagogia - Licenciatura Plena - pela Faculdade Cenecista de Campo Largo - FACECLA (Bolsista PROUNI) - voltado à formação de professores para o exercício das funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental e também para a docência da Educação de Jovens e Adultos e Gestão Educacional (2010-2014). Concluinte do Curso de Formação de Docentes (2007- 2010) para Educação Infantil e Ensino Fundamental - Séries Iniciais. Foi vinculada profissionalmente à Prefeitura Municipal de Campo Largo, estatutária, exercendo o cargo de Educadora Social (2011-2018), atuando com crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Participação ativa no Grupo de Pesquisa Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano da Universidade Federal do Paraná; participação ativa na Comunidade de Prática de Pesquisa em Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano coordenado pela Professora Doutora Araci Asinelli da Luz da Universidade Federal do Paraná e no Grupo de Pesquisa do Núcleo de Estudos de Pedagogia Social (NEPS) da Universidade Federal do Paraná, com temática em Pedagogia Social e pesquisa coordenado pelas Professoras Doutoras Evelcy Monteiro Machado e Araci Asinelli da Luz. Possui experiência na área da Educação, com ênfase em Educação Social, Pedagogia Social e Educação Preventiva Integral.

Araci Asinelli-Luz, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em História Natural pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1987) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Tem especialização em Ensino de Ciências, em Psicodrama Pedagógico e em Prevenção da Violência Doméstica contra criança e adolescente. Atualmente é professor associado 4 junto ao Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em prevenção do abuso de drogas, gênero e sexualidade, prevenção da violência contra a criança e o adolescente, educação socioambiental, educação em direitos humanos e cultura da paz. Atua na formação inicial e continuada de professores. Membro do PRONEA e da Comissão Nacional do PNLD pela SBPC e ex-secretária regional da SBPC no Paraná por três gestões; foi membro do Conselho e do GT Educação da SBPC. Foi membro da Comissão da Infância e da Adolescência da OABPR(2011-2012) ; foi membro do Conselho Curador da Fundação Educacional Meninos e Meninas de Rua Profeta Elias; é membro do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, pela UFPR. É pesquisadora na linha da cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano,do Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da UFPR, orientando teses e dissertações na sub-linha Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Programa de Pós-Graduação em Educação Teoria e Prática de Ensino (Mestrado Profissional) . Participa dos seguintes Núcleos e Grupos de Pesquisa: Educação, Ambiente e Sociedade (NEAS); Diversidades e Educação; Núcleo Interinstitucional de Enfrentamento das Dependências Químicas da UFPR- NIED; Núcleo de Estudos de Pedagogia Social da UFPR - NEPS e Pedagogia, Educação e Complexidade. Representante da UFPR no Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil.

Downloads

Publicado

2020-12-24

Como Citar

Monteiro, M. P. G. ., Lima-Berton, T. D. de, & Asinelli-Luz, A. . (2020). As relações entre família, escola e violência à luz da teoria bioecológica. Argumentum, 12(3), 211–221. https://doi.org/10.47456/argumentum.v12i3.31070