DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE DOS CONTROLADORES SEMAFÓRICOS DO MUNICÍPIO DE VILA VELHA-ES

Autores

  • Carlos Matheus de Souza Universidade Brasileira - Multivix Vitória
  • Adan Lucio Pereira
  • Bruno Rocha Baggieri
  • Mariana Gentilia Littig Krugel Magioni
  • Igor Odilon Barbosa
  • Jussara Fárias Fardin
  • Lilian Naoko Fujiwara
  • Lucas Frizera Encarnação

DOI:

https://doi.org/10.0001/%25x

Resumo

O setor elétrico brasileiro necessita de uma reforma tecnológica e sustentável para o melhor desenvolvimento do país. As reestruturações vêm acontecendo no mundo inteiro com a inserção das fontes alternativas de energia, adaptação das novas tecnologias e mudanças de hábitos que estão impactando o consumo de energia. A postura do consumidor em relação ao consumo de energia elétrica é fator fundamental frente às perspectivas econômicas, sociais e ambientais, enaltecendo a importância de se ter uma população engajada e consciente das implicações de seus atos de consumo. Em paralelo, as centrais semafóricas que auxiliam os motoristas e promovem a fluidez dos veículos no trânsito, representam unidades de consumo de energia distribuídos ao longo das redes de distribuição de energia elétrica e, ao mesmo tempo, são elementos primordiais para o controle dos problemas de congestionamento e, consequentemente, o acesso a mobilidade urbana. Entretanto, o consumo de energia elétrica dos semáforos indica um custo adicional aos cofres públicos. Inserindo-se neste contexto o presente trabalho apresenta o desenvolvimento de um sistema fotovoltaico para o abastecimento dos controladores semafóricos como um mecanismo de eficiência energética para a cidade de Vila Velha - ES. Para isso, foram realizadas as coletas dos dados de consumo e a caracterização das cargas, que serviram de parâmetros para o desenvolvimento do projeto no Software Sunny Design. Ao término do artigo são apresentadas a estrutura do projeto e uma síntese do consumo e economia energética dos semáforos da região de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Banco de Informações de Geração Capacidade de Geração do Brasil. Atualizado em Junho de 2018. Disponível em < http://www.aneel.gov.br/aplicacoes/capacidadebrasil/capacidadebrasil.cfm> Acesso em: jun 2018.
ASPE - Agência Estadual de Serviços Públicos de Energia do Estado do Espírito Santo. A energia solar no Espírito Santo - Tecnologias, aplicações e oportunidades. Vitória - ES. 2013.
BAHAIDARAH, Haitham MS; BALOCH, Ahmer AB; GANDHIDASAN, Palanichamy. Uniform cooling of photovoltaic panels: A review. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 57, p. 1520-1544, 2016.
BEZERRA, Barbara Stolte. Semáforos: gestão técnica, percepção do desempenho, duração dos tempos. 2007. Tese (Doutorado em Transportes) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. doi:10.11606/T.18.2007.tde-18062007-093237. Acesso em: 8 jul. 2018.
BORBA, Deivid Wagner; CHRISTMANN, Juliano. Estudo do Impacto da Eficiência Energética em Semáforos e Análise da Viabilidade de Operação com Painéis Solares Fotovoltaicos. 2013. 60 f. Dissertação (Eficiência Energética), UTFPR, Curitiba, 2013.
BRASIL. Lei n° 8.666, de 21 de junho de 1993, com alterações da Lei 8883, de 08 de junho de 1994 e da Lei 9.648, de 27 de maio de 1998. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8666cons.htm>. Acesso em: jun. 2018.
EPIA - European Photovoltaic Industry Association. Global Market Outlooks for photovoltaics 2017-2021. European Photovoltaic Industry Association, 2017.
FOUAD, M. M.; SHIHATA, Lamia A.; MORGAN, ElSayed I. An integrated review of factors influencing the perfomance of photovoltaic panels. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 80, p. 1499-1511, 2017.
GIL, A. Como elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.
MENDONÇA, F. A. F. Reestruturação De Redes de Transporte Coletivo a Partir da Identificação de Centralidades em Cidades de Médio Porte: Procedimento Metodológico e Definição de Diretrizes. 2016. 129f. Dissertação (Mestrado em Projeto e Cidade), Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia - GO, 2016.
MUKHERJEE, Mainak et al. A Vision of IoT: Applications, Challenges, and Opportunities with Dehradun Perspective. In: Proceeding of International Conference on Intelligent Communication, Control and Devices. Springer, Singapore, 2017. p. 553-559.
NEWTESC. FLEXCON-III 188-4/8/12 Fases. Disponível em: <http://newtesc.com.br/2017/01/16/flexcon-iii188-4812-fases/>. Acesso em: jun. 2018.
PINHO, João Tavares; GALDINO, Marco Antonio (Org.). Manual de Engenharia para Sistemas Fotovoltaicos. Rio de Janeiro: Cresesb, 2014. 530 p.
RIBEIRO, A. E. D.; AROUCA, M. C.; COELHO, D. M. Electric energy generation from small-scale solar and wind power in Brazil: The influence of location, area and shape. Renewable Energy, v. 85, p. 554-563, 2016, doi: http://doi:10.1016/j.renene.2015.06.071.
SOCCOL, Francisco Junior et al. Desafios Para Implementação da Geração Distribuída de Energia no Brasil: Uma Revisão Integrativa da Literatura. Brazilian Journal of Production Engineering-BJPE, v. 2, n. 3, p. 31-43, 2016.
VILLALVA, M. G.; GRAZOLI, J. R. Energia Solar Fotovoltaica: conceitos e aplicações. 1. ed. São Paulo: Editora Érica, 2012.

Downloads

Publicado

2019-09-19

Como Citar

de Souza, C. M., Pereira, A. L., Baggieri, B. R., Magioni, M. G. L. K., Barbosa, I. O., Fardin, J. F., Fujiwara, L. N., & Encarnação, L. F. (2019). DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE DOS CONTROLADORES SEMAFÓRICOS DO MUNICÍPIO DE VILA VELHA-ES. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 5(4), 166–177. https://doi.org/10.0001/%x

Edição

Seção

INFORMAÇÃO & CONHECIMENTO - INFORMATION & KNOWLEDGE