TEMPLATE PARA CONSTRUÇÃO DO ARTIGO

ARTICLE TEMPLATE

Autores

Resumo

O sistema atual, utilizado pela revista, exige que o(s) autor(es) indique (em) 3 revisores potenciais para o seu manuscrito, e eles não devem pertencer a sua instituição. A indicação deve ocorrer no campo "Comentários do Autor" ou como "Docs. sup.", contendo: NOME COMPLETO, ORCID, Área de Atuação, TITULAÇÃO, E-MAIL e Instituição/Afiliação.

O(s) autor(es) pode(rão), também, indicar revisores não-preferenciais. Cabe ao Editor associado aceitar, ou não, essa indicação.

---------------------------------------------------------------------------------------------

O TEXTO SEGUE OS PADRÕES DE ESTILO E REQUISITOS BIBLIOGRÁFICOS DESCRITOS EM "DIRETRIZES PARA AUTORES" (TEMPLATE) ACIMA E QUANTO A APA: REGRAS GERAIS DE ESTILO E FORMATAÇÃO. (Área de Recursos Electrónicos e Apoio ao Utilizador Biblioteca da Universidade de Aveiro, 2010).

O alinhamento do texto deve ter formatação justificada, sem cabeçalho, rodapé, notas de pé de página, nem número da página. O formato do papel deve ser A4, com margens superior e inferior, direita e esquerda de 2,5 cm. A fonte do documento é Time News Roman, tamanho 12. Os parágrafos não possuem recuo, têm espaçamento anterior de 0 pt. e, posterior, de 6 pt. O espaçamento entre linhas é de 1,15, salvo em casos particulares. As seções podem ter subseções e estas ainda comportam mais três níveis de subdivisões. Como exemplo: 4.2.3 METODOLOGIA designa a terceira subdivisão da segunda subseção da seção 4. Já o uso de imagens, equações, tabelas e as ilustrações deve seguir o bom senso e, preferencialmente, a ética e axiologia da comunidade científica que discute os temas do manuscrito. Tabelas, Quadros & Gráficos: mesma fonte do corpo do texto, tamanho 10, espaçamento entre linhas 1,0, espaçamento anterior e posterior de 0 pt. Legendas posicionadas no topo, tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,0, espaçamento anterior e posterior de 0 pt.

CITAÇÕES
O método empregado pelas Normas APA é autor-data, isto é, o sobrenome do autor e o ano de publicação. O texto deve ser documentado citando o autor e a data de publicação dos trabalhos pesquisados e consultados. Todos os autores citados no texto, e apenas eles, devem estar presentes nas referências com as informações completas. Este procedimento é obrigatório. A lista de referências completa deve ser apresentada no final do texto e por ordem alfabética pelo sobrenome do primeiro autor. Devem ser justificadas, editadas com espaçamento 1,00 entre linhas, sem afastamento anterior e 6pt posterior entre parágrafos. Seguir orientações: http://www.anpad.org.br/rac/rac_guia_apa.pdf

Após a devida avaliação do manuscrito pelos revisores, além seguir as sugestões dos pareceristas, é necessária a verificação de indícios de plágio através do Software CopySpider, disponível em http://www.copyspider.com.br/main/ , e nos envie o relatório que mostre que o artigo possui no máximo 3 % de similaridade com outros arquivos (e justificativa caso seja maior que 3%).

O sistema atual, utilizado pela revista, exige que o(s) autor(es) indique (em) 3 revisores potenciais para o seu manuscrito, e eles não devem pertencer a sua instituição. A indicação deve ocorrer no campo "Comentários do Autor" ou como "Docs. sup.", contendo: Nome Completo, Titulação, Orcid, E-Mail e Instituição/Afiliação. O(s) autor(es) pode(rão), também, indicar revisores não-preferenciais. Cabe ao Editor Gerente aceitar, ou não, essa indicação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Revista BJPE, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Foco e Escopo

A BJPE está delineada conforme os eixos temáticos elaborados pela ABEPRO e assim tem foco em:

- Projetos, operações e melhorias dos sistemas que criam e entregam os produtos (bens ou serviços) primários da empresa;

- Técnicas para o tratamento das principais questões envolvendo o transporte, a movimentação, o estoque e o armazenamento de insumos e produtos, visando a redução de custos, a garantia da disponibilidade do produto, bem como o atendimento dos níveis de exigências dos clientes; 

- Resolução de problemas reais envolvendo situações de tomada de decisão, através de modelos matemáticos habitualmente processados computacionalmente. Aplica conceitos e métodos de outras disciplinas científicas na concepção, no planejamento ou na operação de sistemas para atingir seus objetivos. Procura, assim, introduzir elementos de objetividade e racionalidade nos processos de tomada de decisão, sem descuidar dos elementos subjetivos e de enquadramento organizacional que caracterizam os problemas;

-  Planejamento, projeto e controle de sistemas de gestão da qualidade que considerem o gerenciamento por processos, a abordagem factual para a tomada de decisão e a utilização de ferramentas da qualidade; 

- Conjunto de ferramentas e processos de projeto, planejamento, organização, decisão e execução envolvidas nas atividades estratégicas e operacionais de desenvolvimento de novos produtos, compreendendo desde a concepção até o lançamento do produto e sua retirada do mercado com a participação das diversas áreas funcionais da empresa. 

- Conjunto de conhecimentos relacionados à gestão das organizações, englobando em seus tópicos o planejamento estratégico e operacional, as estratégias de produção, a gestão empreendedora, a propriedade intelectual, a avaliação de desempenho organizacional, os sistemas de informação e sua gestão e os arranjos produtivos; 

- Formulação, estimação e avaliação de resultados econômicos para avaliar alternativas para a tomada de decisão, consistindo em um conjunto de técnicas matemáticas que simplificam a comparação econômica;

- Projeto, aperfeiçoamento, implantação e avaliação de tarefas, sistemas de trabalho, produtos, ambientes e sistemas para fazê-los compatíveis com as necessidades, habilidades e capacidades das pessoas visando a melhor qualidade e produtividade, preservando a saúde e integridade física. Seus conhecimentos são usados na compreensão das interações entre os humanos e outros elementos de um sistema. Pode-se também afirmar que esta área trata da tecnologia da interface máquina - ambiente - homem - organização; 

- Planejamento da utilização eficiente dos recursos naturais nos sistemas produtivos diversos, da destinação e tratamento dos resíduos e efluentes destes sistemas, bem como da implantação de sistema de gestão ambiental e responsabilidade social. 

- Universo de inserção da educação superior em engenharia (graduação, pós- graduação, pesquisa e extensão) e suas áreas afins, a partir de uma abordagem sistêmica englobando a gestão dos sistemas educacionais em todos os seus aspectos: a formação de pessoas (corpo docente e técnico administrativo); a organização didático pedagógica, especialmente o projeto pedagógico de curso; as metodologias e os meios de ensino/aprendizagem. Pode-se considerar, pelas características encerradas nesta especialidade como uma "Engenharia Pedagógica", que busca consolidar estas questões, assim como, visa apresentar como resultados concretos das atividades desenvolvidas, alternativas viáveis de organização de cursos para o aprimoramento da atividade docente, campo em que o professor já se envolve intensamente sem encontrar estrutura adequada para o aprofundamento de suas reflexões e investigações. 

Publicado

2020-04-29

Como Citar

BJPE, R. (2020). TEMPLATE PARA CONSTRUÇÃO DO ARTIGO: ARTICLE TEMPLATE. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(2). Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/30182

Edição

Seção

TEMPLATE PARA CONSTRUÇÃO DO ARTIGO