ORÇAMENTO PÚBLICO EM UM CAMPUS UNIVERSITÁRIO: O ANALYTIC HIERARCHY PROCESS NO AUXÍLIO À TOMADA DE DECISÃO

PUBLIC BUDGETING ON A UNIVERSITY CAMPUS: THE ANALYTIC HIERARCHY PROCESS TO AID DECISION MAKING

Autores

  • Kathiurcia Montovanelli Cazotti Câmara Universidade Federal do Espírito Santo
  • Julien Chiquieri Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil
  • Wellington Gonçalves Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil

Palavras-chave:

Análise multicritério; Prioridades de recursos públicos; Gestão Pública.

Resumo

No atual contexto brasileiro, as universidades têm vivenciado uma racionalização de recursos orçamentários e financeiros, ocasionada por cortes no orçamento do governo federal. Tal limitação tem tornado a gestão destas instituições cada dia mais desafiadora, fazendo com que seus gestores necessitem tomar decisões eficazes e eficientes, visando garantir a melhor utilização possível dos recursos disponíveis. Por esse motivo, este trabalho objetivou auxiliar na definição de prioridades para o contingenciamento de recursos disponíveis do Centro Universitário Norte do Espírito Santo. Para tanto, foi utilizado o método Analytic Hierarchy Process (AHP). Verificou-se com a pesquisa que os gestores não estão conformados com a situação de retração, mas entendem que é necessário buscar formas de minimizar os impactos por ela causados. Os resultados encontrados sugerem que, o fator Ensino, Pesquisa e Extensão para o contexto atual da unidade de pesquisa, é considerado como o mais relevante, havendo a indicação da Aquisição de Materiais de Consumo e Permanentes como alternativa de prioridade elevada. A abordagem adotada neste trabalho se apresenta como possível ferramenta de apoio à tomada de decisão à gestores públicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kathiurcia Montovanelli Cazotti Câmara, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestranda em Gestão Pública pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Julien Chiquieri, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil

Professor Associado do DCAB/CEUNES/UFES. Professor Convidado do Programa de Pós Graduação em Gestão Pública da UFES. Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro-UFRRJ (2000), Mestrado e Doutorado em Ciência Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro-UENF. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Produção de aves e suínos, Nutrição e Alimentação Animal, Bioclimatologia Animal e Ambiência, atuando principalmente nos seguintes temas: nutrição de não ruminantes, micro ingredientes da alimentação, pró-nutrientes, aquicultura, suínos, aves e animais silvestres.

Wellington Gonçalves, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil

Trabalha com planejamento e gestão de operações na cadeia de suprimento, atuando principalmente nos seguintes temas: planejamento e gestão de serviços e operações logísticas, integração na cadeia de suprimento, planejamento e gestão de transportes. Seu interesse atual de pesquisa é nos temas: logística e serviços.

Referências

Abreu, J. C. A. (2016). Participação democrática em ambientes digitais: o desenho institucional do orçamento participativo digital. Cadernos EBAPE.BR, 14(3), 794-820.

Alves, E. S. (2016). Um estudo sobre a alocação interna dos recursos orçamentários nas universidades federais brasileiras. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Caliman, D. R. (2014). Fatores que inibem a institucionalização do orçamento como ferramenta de controle gerencial em uma Ifes. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES, Brasil.

Cardoso, F. E. S., Almeida, A. L. M., Gomes, S. P., & Chagas, M. J. R. (2017, dezembro). Gastos Públicos: a visão e conduta dos administradores/gestores nas Pró-reitorias acadêmicas da Universidade Federal do Cariri. Anais do Encontro Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas, Brasília, DF, Brasil, 2.

Carvalho, V. D. H., Poleto, T., Silva, L. C., & Costa, A. P. C. S. (2015). Abordagem multicritério de apoio a decisões estrategicamente sustentáveis nas organizações. Revista Produção Online, 15(3), 925-947.

Castro, D. M., Reis, J. G. M., Vendrametto, O., & Lopes, A. C. V. (2016). Modelo de decisão multicritério para escolha do modo de transporte: um estudo do escoamento da produção de grãos de Mato Grosso do Sul. Revista Produção Online, 16(4), 1214-1236.

Cruz, R. E., & Jacomini, M. A. (2017). Produção acadêmica sobre financiamento da educação: 2000-2010. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 98(249), 347-370.

Cury, C. R. J. (2018). Financiamento da educação brasileira: do subsídio literário ao FUNDEB. Educação & Realidade, 43(4), 1217-1252.

Delery, J. E., & Doty, D. H. (1996). Modes of theorizing in strategic human resource management: Tests of universalistic, contingency, and configurational performance predictions. Academy of management Journal, 39(4), 802-835.

Dyer, J. S. (1990). Remarks on the analytic hierarchy process. Management science, 36(3), 249-258.

Faris, A. (2019). Capacity of Local Public Institutions in Lake Management: Case of Lake Hawassa. International Journal of Environmental Protection and Policy, 7(5), 127-136.

Gameiro, D., & Ferreira, W. O. Jr. (2015). Orçamento público: uma análise sobre a representatividade do orçamento participativo na Administração Pública. Revista LICEU On-line, 5(2), 70-89.

Girotto, E. D. (2018). Entre o cinismo e a hipocrisia: o novo ciclo de reformas educacionais no Brasil. Educar em Revista, 34(71), 159-1748.

Gori, R. S. L. (2016). Modelo de distribuição de recursos orçamentários baseado em indicadores de desempenho para um Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. Dissertação de Mestrado, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS, Brasil.

Ho, W., & Ma, X. (2018). The state-of-the-art integrations and applications of the analytic hierarchy process. European Journal of Operational Research, 267(2), 399-414.

Huselid, M. A. (1995). The impact of human resource management practices on turnover, productivity, and corporate financial performance. Academy of management journal, 38(3), 635-672.

Kaveski, I. D. S., Martins, J. A. S., & Scarpin, J. E. (2015). A eficiência dos gastos públicos com o Ensino Médio Regular nas instituições estaduais brasileiras. Enfoque, 34(1), 29-43.

Klein, L. L., Lemos, R. B., Pereira, B. A. D., & Beltrame, G. (2017). Qualidade de vida no serviço público: uma avaliação em uma instituição de ensino superior. Revista Eletrônica de Administração, 23(spe), 317-344.

Longaray, A. A., Tondolo, V. A. G., Munhoz, P. R., & Tondolo, R. R. P. (2016). Emprego de métodos multicritério em decisões gerenciais: uma análise bibliométrica da produção científica brasileira. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(29), 113-128.

Machado, S. B. C., & Bianchini, D. (2016, dezembro). Efetividade em gerencia de projetos e segurança da informação: uma proposta para cidades inteligentes. Brazilian Technology Symposium, Campinas, SP, Brasil, 2.

Mangini, E. R., Rossini, F. H. B., Santos, A., & Urdan, A. T. (2017). Análise de localização de estações ferroviárias e uso de geomarketing. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, 13(2), 129-152.

Meirelles, H. L. (2016). Direito administrativo brasileiro. 42. ed. São Paulo: Malheiros.

Oliveira, C. L., & Ferreira, F. G. B. C. (2017). O orçamento público no Estado Constitucional Democrático e a deficiência crônica na gestão das finanças públicas no Brasil. Sequência, 1(76), 183-212.

Oliveira, M. C., Jr., Minori, A. M., & Frota, M. S. (2019). Recursos destinados à educação e resultados alcançados no Ideb de uma capital brasileira. Cadernos EBAPE.BR, 17(3), 523-538.

Ribeiro, I. R., & Salvador, E. S. (2018). Hegemonia e políticas sociais no Brasil: contribuições ao debate sobre vinculação orçamentária. Revista Katálysis, 21(1), 76-85.

Ribeiro, M. C. C. R., & Alves, A. S. (2016). Aplicação do Método Analytic Hierarchy Process (AHP) com a mensuração absoluta num problema de seleção qualitativa. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, 11(3), 270-281.

Rosa, C. S., Gonçalves, E. R., Jr., Souza, C. L. M., & Erthal, M., Jr. (2017, outubro). Análise do acúmulo e método de descarte de bens patrimoniais em órgãos públicos. Anais do Seminário de Integração, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil, 16.

Saaty, T. L. (2008). Decision making with the analytic hierarchy process. International Journal of Services Sciences, 1(1), 83-98.

Salles, F. C. (2016). Avaliação Orçamentária da Política Pública de Ciência, Tecnologia e Inovação: o caso do Espírito Santo. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES, Brasil.

Salvador, E. (2012). O controle democrático no financiamento e gestão do orçamento da Seguridade Social no Brasil. Textos & Contextos, 11(1), 40-51.

Santos, A. C., Lavarda, C. E. F., & Marcello, I. E. (2014). Relação do conhecimento de gestão de custos e participação orçamentária com o desempenho dos gestores. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 16(50), 124-142.

Santos, R. B. (2017). Custos no Serviço Público Federal: Uma análise dos modelos de apuração aplicáveis às Universidades Federais Brasileiras. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Santos, R. R., & Rover, S. (2019). Influência da governança pública na eficiência da alocação dos recursos públicos. Revista de Administração Pública, 53(4), 732-752.

Senado Federal. (n.d.). Orçamento Federal - Legislação Orçamentária. Recuperado em 26 março, 2020, de https://www2.camara.leg.br/orcamento-da-uniao/leis-orcamentarias/loa.

Solimanpur, M., Mansourfar, G., & Ghayour, F. (2015). Optimum portfolio selection using a hybrid genetic algorithm and analytic hierarchy process. Studies in Economics and Finance, 32(3), 379-394.

Vaidya, O. S., & Kumar, S. (2006). Analytic hierarchy process: An overview of applications. European Journal of operational research, 169(1), 1-29.

Valle, V. L. (2018). Planejamento orçamentário e políticas públicas: explorando uma alternativa de reconciliação pela indução. Revista de Investigações Constitucionais, 5(2), 113-134.

Wanderley, R. F. (2018). Análise de fatores de tomada de decisão em Organizações Públicas: Avaliação da distribuição de recursos públicos de CT&I da Fiocruz Pernambuco. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Bahia, Escola de Administração, Salvador, BA, Brasil.

Zubyk, A. R., Ribeiro, F., Clemente, A., & Gerigk, W. (2019). Eficiência na gestão dos gastos municipais em educação e de saúde: um estudo baseado na análise envoltória de dados no Estado do Paraná. Enfoque Reflexão Contábil, 38(1), 123-139.

Publicado

2020-07-27

Como Citar

Câmara, K. M. C. ., Chiquieri, J., & Gonçalves, W. (2020). ORÇAMENTO PÚBLICO EM UM CAMPUS UNIVERSITÁRIO: O ANALYTIC HIERARCHY PROCESS NO AUXÍLIO À TOMADA DE DECISÃO: PUBLIC BUDGETING ON A UNIVERSITY CAMPUS: THE ANALYTIC HIERARCHY PROCESS TO AID DECISION MAKING. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(2), 128–141. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/31576

Edição

Seção

GESTÃO PÚBLICA - PUBLIC MANAGEMENT