VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO: MÚLTIPLOS ASPECTOS E SUAS PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS

TYPES OF VIOLENCE AGAINST THE ELDERLY: AN ANALYSIS OF THE RELATED POINTS AND ITS MAIN CONSEQUENCES

Autores

  • Cicero Emanoel Alves Leite Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, Hospital Universitário Júlio Bandeira. https://orcid.org/0000-0001-8981-493X
  • Emmanuel Braga de Oliveira Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras
  • Geane Silva Oliveira Faculdade Santa Maria – FSM
  • Renata Lívia Silva Fonseca Moreira de Medeiros Faculdade Santa Maria – FSM
  • Antônio Custódio Ferreira Neto Faculdade Santa Maria – FSM
  • Ocilma Barros de Quental Faculdade Santa Maria – FSM https://orcid.org/0000-0002-4075-2755

Palavras-chave:

Maus-Tratos ao Idoso; Família; Prevenção; Controle.

Resumo

Objetivo: Realizar uma revisão sistemática sobre os tipos de violência contra o idoso, analisando os fatores relacionados e suas principais consequências. Método: Elaboração de uma revisão sistemática da literatura que discorre sobre os tipos de violência contra os idosos investigando minuciosamente esta questão com o objetivo de identificar, avaliar, selecionar e apresentar num compêndio as evidências relevantes já publicadas. Para a realização do trabalho, foram utilizados artigos disponíveis na Língua Portuguesa com os descritores: violência contra o idoso, família e medidas de prevenção. O recorte temporal foi de 15 anos, compreendendo artigos de 2000 a 2015. Na busca bibliográfica foram encontrados 89 artigos, 07 destes retidos e incluídos na revisão de literatura. Conclusão: Por ser pouco denunciado e ainda negligenciado pela sociedade, este tema apresenta fatores que têm que ganhar maior visibilidade e possuem como fundamento para sua observação a conscientização de todos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cicero Emanoel Alves Leite, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, Hospital Universitário Júlio Bandeira.

Enfermeiro graduado pela Universidade Regional do Cariri. Mestre em Gestão e Economia da Saúde pela Universidade Federal de Pernambuco. Especialista em Gestão de Redes de Atenção à Saúde (FIOCRUZ), Gestão em Saúde (UNIVASF) e em Saúde da Família (FIP). Chefe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente no Hospital Universitário Júlio Bandeira/UFCG-Ebserh. Pesquisador nas áreas: Avaliação de programas, Epidemiologia, Doenças negligenciadas, Gestão em saúde.

Emmanuel Braga de Oliveira, Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras

Possui graduação em Enfermagem pela Faculdade Santa Maria PB(2006) e especialização em Saúde da Família pela Faculdade Santa Maria PB(2009). Atualmente é Enfermeiro Estaturário da Unidade de Saúde da Família Sol Nascente. Tem experiência na área de Enfermagem.

Renata Lívia Silva Fonseca Moreira de Medeiros, Faculdade Santa Maria – FSM

Doutora pela Faculdade de Ciências Médicas Santa Casa- FCMSCSP- Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (2013). Especialista em Saúde Pública pela Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas (2008). Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (2003). Docente da Faculdade Santa Maria ;Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Masculinidades e Saúde. Tem experiência na área de Enfermagem Saúde Pública e atua principalmente nos seguintes temas: educação em enfermagem, saúde sexual e saúde reprodutiva, educação em saúde,saúde da mulher, saúde do homem e atenção básica.

Antônio Custódio Ferreira Neto, Faculdade Santa Maria – FSM

Graduando do curso bacharelado em Medicina pela Faculdade Santa Maria-PB (FSM). Ex-monitor de Genética Médica para o terceiro período do curso bacharelado em medicina da Faculdade Santa Maria e ex-membro integrante do projeto de extensão FOTOPREV: Amigos da Pele da Faculdade Santa Maria. Atualmente, Tesoureiro da Liga Acadêmica de Anestesiologia, Dor e Terapia Intensiva do Alto Sertão Paraibano (LAADTISP); membro integrante da Liga Acadêmica Cajazeirense de Emergência e Urgência- LACEU da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG- Campos Cajazeiras) e membro integrante do projeto de extensão e pesquisa Equipe de Suporte á Urgência e Resgate (ESUR/PB).

Ocilma Barros de Quental, Faculdade Santa Maria – FSM

Possui Doutorado em Ciências da Saúde pelo Centro Universitário Saúde ABC (2019). Mestrado em Ciências da Saúde pelo Centro Universitário Saúde ABC (2014). Especialização em Saúde da Família, pelas Faculdades Integradas de Patos. Especialização em Preceptoria no SUS, (Sírio Libanês), Especialização em Metodologias Ativas com ênfase em Avaliação de Competência (Sírio Libanês); Especialização em Docência do Ensino Superior (Faculdade Santa Maria); Graduação em Enfermagem pela Faculdade Santa Maria (2007). Atualmente é professora da Faculdade Santa Maria (PB) e Coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Hospital Regional de Cajazeiras. Atuou como Tutora do curso de Especialização em Gestão da Vigilância Sanitária nas Regiões de Saúde - Sírio Libanês. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase no processo do cuidar da Saúde da Mulher, do Adolescente, Gestão na Atenção Primária e Saúde Coletiva.

Referências

Beltran, A. J., & Gomez A. R. (2013). Intergeneracionalidad y multigeneralidad en el envejecimiento y la vejez. Tabula Rasa, Bogotá.

Brasil, Secretaria de Saúde. (2007). Violência doméstica contra a pessoa idosa: orientações gerais. Coordenação de Desenvolvimento de Programas e Políticas de Saúde - CODEPPS. São Paulo: SMS, 68p.

Caetano, F. T. B. (2012). Perfil do cuidador domiciliar de idoso no município de Taquariting - SP. Dissertação (Mestrado). 82p. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo; Ribeirão Preto.

Dumara, N. (2007). A violência contra o idoso. Curso de Especialização Políticas de Gestão em Segurança Pública na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Fhon, J. R. S, et al., (2012). Síndrome de fragilidade relacionada à incapacidade funcional no idoso. Acta paulista de enfermagem, São Paulo.

Hirsch, R. D. (2016). Violence against elderly people. Recognize--Sensitize--Act! Bundesgesundheitsblatt Gesundheitsforschung Gesundheitsschutz.

Linck, C. L, & Crossetti, M. G. O. (2011). Fragilidade no idoso: o que vem sendo produzido pela enfermagem. Rev Gaúcha Enferm.

Mears J. (2015). Violence Against Older Women: Activism, Social Justice, and Social Change. Journal of elder abuse and neglect.

Minayo, M. C. S. (2012). O envelhecimento da população brasileira e os desafios para o setor saúde. Cad Saúde Pública.

Notari M. H. A, & Fragoso, M. H. J. M. M. (2011). A inserção do Brasil na política internacional de direitos humanos da pessoa idosa. Revista Direito GV, São Paulo.

Oliveira, D. R., Bettinelli, L. A., Pasqualotti, A., Corso, D., Brock, F., & Erdmann, A. L. (2013). Prevalência de síndrome da fragilidade em idosos de uma instituição hospitalar. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto.

Portela, M. P., Barreto, L. S., & Torres, M. S. M. (2012). Violência contra o idoso: um mal que cresce a cada dia na sociedade. Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/violencia-contra-o-idoso-um-mal-que-cresce-a-cada-dia-na-sociedade/16013/>. Acesso em: 01 jun. 2016.

Quintas, M. L., & Cortina, I. (2010). Violência contra o idoso no ambiente familiar. Revista de Enfermagem UNISA.

Santos, A. J., Nicolau, R., Fernandes, A. A., & Gil, A. P. (2013). Prevalência da violência contra as pessoas idosas: uma revisão crítica da literatura. Sociologia, Problemas e Práticas.

Silva, E. M. M., Silva Filho, C. E., Fajardo, R. S., Fernandes, A. U. R., & Marchiori, A. V. (2005). Mudanças fisiológicas e psicológicas na velhice relevantes no tratamento odontológico. Revista Ciência em Extensão.

Souza, J. A. V., Freitas, M. C., & Queiroz, T. A. (2007). Violência contra os idosos: análise documental. Revista Brasileira de Enfermagem.

Publicado

2020-10-01

Como Citar

Leite, C. E. A. ., Oliveira, E. B. de ., Oliveira, G. S. ., Medeiros, R. L. S. F. M. de ., Ferreira Neto, A. C. ., & Quental, O. B. de . (2020). VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO: MÚLTIPLOS ASPECTOS E SUAS PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS: TYPES OF VIOLENCE AGAINST THE ELDERLY: AN ANALYSIS OF THE RELATED POINTS AND ITS MAIN CONSEQUENCES. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(6), 180–188. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/32069

Edição

Seção

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NA SAÚDE - TECHNOLOGY AND INNOVATION IN HEALTH

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)