USO DE CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO PARA AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE BIOGÁS OBTIDO DA ÁGUA RESIDUÁRIA DO CAFÉ

USE OF STEQUIOMETRIC CALCULATION TO EVALUATE BIOGAS PRODUCTION OBTAINED FROM COFFEE WASTE WATER

Autores

  • Eveline Oliveira Malaquias Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.
  • Antônio Augusto Martins Pereira Junior Instituto Militar de Engenharia, IME, Brasil.
  • Pedro Henrique Poubel Mendonça da Silveira Instituto Militar de Engenharia, IME, Brasil.
  • Leandra Altoé Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo. https://orcid.org/0000-0002-4456-6888
  • Cláudia Rodrigues Teles Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

DOI:

https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i2.34548

Palavras-chave:

Fontes Renováveis de Energia, Biomassa, Biogás, Cafeicultura, Resíduos Agrícolas

Resumo

O agronegócio destaca-se por sua participação na economia brasileira e pela expressiva geração de emprego e renda. Neste setor, a atividade cafeeira tem grande importância, sendo o Brasil o maior produtor e exportador mundial deste grão. Porém, seu cultivo gera grande quantidade de resíduos que, se não tratados de maneira adequada, podem ser altamente prejudiciais ao provocar impactos e desequilíbrios ao meio ambiente. Quando o processamento do café é realizado por via úmida, é gerado um efluente com elevado teor orgânico, denominado água residuária do café (ARC). Objetivou-se analisar o potencial da produção de biogás a partir da ARC em uma propriedade rural de Minas Gerais. Foram consideradas amostras tratadas por via úmida, coletadas em uma fazenda que produz café arábica, situada em Conselheiro Pena – Minas Gerais. As amostras foram submetidas a análises físico-químicas e em seguida, avaliada a produção de metano, que compõe o biogás, por cálculo estequiométrico.  Verificou-se que a quantidade de metano gerado não foi suficiente para justificar o uso energético da ARC para a propriedade rural estudada. Uma alternativa seria a co-digestão para aumentar a carga orgânica e, consequentemente, o potencial de geração de energia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eveline Oliveira Malaquias, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Graduanda em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Espirito Santo. Estagiária na empresa Dersalis Brasil Tecnologia e Inovações em Saúde ltda, atuando na área Financeira e Governança Corporativa. Egressa no Programa de Educação Tutorial - PET ProdBio, sob a coordenação da Profª Marielce de Cássia Ribeiro Tosta. 

Antônio Augusto Martins Pereira Junior, Instituto Militar de Engenharia, IME, Brasil.

Mestrando em Ciências dos Materiais no Instituto Militar de Engenharia (IME). Possui graduação em Engenharia de Petróleo pela Universidade Federal do Espirito Santo e formação complementar em Engenharia Mecânica Energética pela École nationale supérieure d'ingénieurs en informatique, automatique, mécanique, énergétique et électronique (ENSIAME) da Université de Valenciennes, França. Possui diploma de Técnico de nível médio em Edificações pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET/MG. Durante o período acadêmico participou de projetos de pesquisa, extensão e empreendedorismo, dentre os quais destacam-se: Energy Junior, Programa Shell Iniciativa Jovem (Edital Energia 2018) e Prêmio Ecologia 2015. Possui experiência na área de fabricação de equipamentos nucleares com ênfase para geradores de vapor (EDF, França); Manutenção e implantação de empreendimentos industriais ( Vallourec & Mannesmann Tubes do Brasil); Construções sustentáveis com ênfase em bio coberturas e tecnologias sociais para áreas de vulnerabilidade (CEFET-MG). Além disso, possui curso de técnicas construtivas pelo Lycée Martin Nadaud - Saint Pierre des Corps,França.

Pedro Henrique Poubel Mendonça da Silveira, Instituto Militar de Engenharia, IME, Brasil.

Mestre em Ciência dos Materiais pelo Instituto Militar de Engenharia (2020), Bacharel em Engenharia Mecânica pelo Centro Universitário Anhanguera de Niterói (2017). Atualmente curso Doutorado em Ciência dos Materiais no Instituto Militar de Engenharia, trabalhando na linha de pesquisa de materiais cerâmicos, com ênfase no processamento e caracterização de materiais cerâmicos avançados a base de alumina.

Leandra Altoé, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Possui graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal de Viçosa (2010), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (2012) e doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (2016), com período sanduíche e acordo de cotutela com a Universidad de Valladolid - Espanha (2016), pelo programa de doutorado em Ciencia e Ingeniería Agroalimentaria y de Biosistemas (2016). Atualmente, é Professora do Departamento de Engenharias e Tecnologia da Universidade Federal do Espírito Santo, Campus São Mateus. Tem experiência nas áreas de Mecânica dos Sólidos, Energias Renováveis e Eficiência Energética.

Cláudia Rodrigues Teles, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Possui graduação em Engenharia Florestal pela UFLA-MG (1995), mestrado em Engenharia Ambiental (1999), doutorado em Engenharia Elétrica (2007), e pós-doutorado em Engenharia Civil (2018) pela UFES. Professora adjunta do Curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Espírito Santo (Campus São Mateus-ES). Tem experiência nas áreas de Ciência de Materiais e Controle da Poluição, atuando principalmente nos seguintes temas: Desenvolvimento de Novos Materiais com a Utilização de Resíduos. Outros temas de interesse em pesquisa: Uso de Biomassa para Geração de Energia, Análise do Ciclo de Vida (ACV) do Produto, Modelagem Matemática de Bioprocessos.

Referências

ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica (2019). Retrospectiva ANEEL - 2019. 2019. Recuperado em 16 agosto, 2020 de: https://www.aneel.gov.br/publicacoes.

APHA - American Public Health Association (2012). Standard methods for the examination of water and wastewater. Recuperado em 20 julho, 2020 de: http://www.just.edu.jo/CoursesAndLabs/ENVIRONMENTAL%20ANALYTICAL%20CHEMISTRY_CHEM734/chem%20734.doc.

Bilotta, P., Ross B. Z. L. (2016). Estimativa de geração de energia e emissão evitada de gás de efeito estufa na recuperação de biogás produzido em estação de tratamento de esgotos. Engenharia Sanitária e Ambiental, 21(2), 275-282. https://doi.org/10.1590/s1413-41522016141477

Bonilla, V. A. (2014). Aproveitamento dos resíduos do processamento semi-seco do café para a produção de compostos de valor agregado (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, Brasil.

CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (2019). PIB Agro CEPEA-USP/CNA. Recuperado em 25 agosto, 2020 de: https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx.

CETESB - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (2006). Manual do Usuário do Programa de Computador Biogás [Apostila]. São Paulo: CETESB.

Corro, G., Paniagua, L., Pal, U., Bañuelos, F., Rosas, M. (2013). Generation of biogas from coffee-pulp and cow-dung co-digestion: Infrared studies of postcombustion emissions. Energy Conversion and Management, 74, 471–481, 2013. http://dx.doi.org/10.1016/j.enconman.2013.07.017

Cruz-Salomon, A., Ríos-Valdovinos, E., Pola-Albores, F., Meza-Gordillo, R. (2017). Anaerobic treatment of agro-industrial wastewaters for COD removal in expanded granular sludge bed bioreactor. Biofuel Research Journal, 4(4), 715-720. https://doi.org/10.18331/BRJ2017.4.4.3.

Demirel, B. (2014). Major pathway of methane formation from energy crops in agricultural biogas digesters. Critical Reviews in Environmental Science and Technology, 44(3), 199-222. https://doi.org/ 10.1080/10643389.2012.710452

Eichler, P., Santos, F., Toledo, M., Zerbin, P., Schmitz, G., Alves, C., Ries, L., Gomes, F. (2015). Biomethanol production via gasification of lignocellulosic biomass. Química Nova, 38(6), 828-835. https://doi.org/ 10.5935/0100-4042.20150088.

ELETROBRÁS - Centrais Elétricas Brasileiras. Eficiência Energética no Uso de Vapor (2005). [Manual]. Rio de Janeiro: ELETROBRÁS.

EPE – Empresa de Pesquisa Energética. Balanço Energético Nacional 2020 - Ano Base 2019 (2020). [Relatório]. Rio de Janeiro: EPE 2020.

Fernandes, A. (2016). Água residuária de laticínio em co-digestão com dejetos de bovinos leiteiros (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP, Botucatu, SP, Brasil.

Ferrarez, A. H., Oliveira Filho, D., Gracia, L. M. N., Martinez, J. M., Lopes, R. P., da Silva Júnior, A. G., de Souza, N. S. (2015). Potencial de geração de eletricidade com codigestão de resíduos agropecuários na região da Zona da Mata, Minas Gerais, Brasil. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 4, 302-316.

Garcia, A. L. H., Matzenbacher, C. A., Santo, M. S., Prado, L., Picada, J. N., Premoli, S., Corrêa, D., Niekraszewicz, L., Dias, J. F., Grivicich, I., Silva, J. (2017). Genotoxicity induced by water and sediment samples from a river under the influence of brewery effluent. Chemosphere, 169, 239-248. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2016.11.081.

Jang, H., Ocon, J., Lee, S., Lee, J. K., Lee, J. L. (2015). Direct power generation from waste coffee grounds in a biomass fuel cell. Journal of Power Sources, 296, 433-439. https://doi.org/10.1016/j.jpowsour.2015.07.059

Kamran, M., Fazal, M. R., Mudassar, M. (2020). Towards empowerment of the renewable energy sector in Pakistan for sustainable energy evolution: SWOT analysis. Renewable Energy, 146, 543-558. https://doi.org/10.1016/j.renene.2019.06.165

MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2019). Café Brasil. Recuperado em 25 agosto, 2020 de: http://antigo.agricultura.gov.br/assuntos/politica-agricola/cafe.

Mata-Alvarez, J., Dosta, J., Romero-Güiza, M. S., Fonoll, X., Peces, M., Astals, S. (2014). A critical review on anaerobic co-digestion achievements between 2010 and 2013. Renewable and sustainable energy reviews, 36, 412-427.

Meneses-Jácome, A., Diaz-Chavez, R., Velásquez-Arredondo, H., Cárdenas-Chávez, D., Parra, R., Ruiz-Colorado, A. (2016). Sustainable Energy from agro-industrial wastewaters in Latin-America. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 56, 1249-1262. https://doi.org/10.1016/j.rser.2015.12.036.

Mohammadi, A., Mehrpooya, M. (2018) A comprehensive review on coupling different types of electrolyzer to renewable energy sources. Energy, 158, 632-655. https://doi.org/10.1016/j.energy.2018.06.073.

Nogueira, R. G. S. (2013). Inclusão de cana-de-açúcar triturada em biodigestores abastecidos com dejetos de bovinos de corte confinado (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Botucatu, SP, Brasil.

Novita, E. (2016). Biodegradability Simulation of Coffee Wastewater Using Instant Coffee. Agriculture and Agricultural Science Procedia, 9, 217–229. https://doi: 10.1016/j.aaspro.2016.02.138

ONU - Organização das Nações Unidas (2012). Divisão de População, Seção de Estimativas e Projeções Populacionais. Recuperado em 10 agosto, 2020 de: https://nacoesunidas.org/novo-estudo-da-onu-indica-que-mundo-tera-11-bilhoes-de-habitantes-em-2100/.

ONU - Organização das Nações Unidas (2015). Transforming Our World: the 2030 Agenda for Sustainable Development. Recuperado em 10 agosto, 2020 de: https://www.un.org/ga/search/view_doc.asp?symbol=A/RES/70/1&Lang=E.

Pin, B. V. R. (2018). Aproveitamento energético do biogás da digestão anaeróbia da água residuária do café no Sul de Minas Gerais (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, MG, Brasil.

Pinto, A. B. (2001). Avaliação de gramíneas forrageiras com uso de águas residuárias da lavagem de frutos do cafeeiro em rampas de tratamento (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil.

Saath, K. C. O., Fachinello, A. L. (2018). Crescimento da demanda mundial de alimentos e restrições do fator terra no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, 56(2), 195-212. https://doi.org/10.1590/1234-56781806-94790560201.

Sagula, A. L. (2012). Biodigestão anaeróbia de cama de frango em co-digestão com caldo de cana-de-açúcar (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil.

Tran, V. S., Ngo, H. H., Guo, W., Zhang, J., Liang, S., Ton-That, C. (2015). Typical low cost biosorbents for adsorptive removal of specific organic pollutants from water. Bioresource technology, 182, 353-363. https://doi.org/10.1016/j.biortech.2015.02.003.

Veeresh, G.S.; Kumar, P.; Mehrotra, I. (2005). Treatment of phenol and cresol in upflow anaerobic sludge blanket (UASB) process: a review. Water Research, 39, 154-70, 2005. 10.1016/j.watres.2004.07.028

Xiao, S., Hu, S., Zhang, Y., Zhao, X., Pan, W. (2017). Influence of sewage treatment plant effluent discharge into multipurpose river on its water quality: A quantitative health risk assessment of Cryptosporidium and Giardia. Environmental Pollution, 233, 797-805. 10.1016/j.envpol.2017.11.010.

Zhang, Q., Hu, J., Lee, D. J. (2016). Biogas from anaerobic digestion processes: Research updates. Renewable Energy, 98, 108-119

Publicado

2021-05-03

Como Citar

Malaquias, E. O. ., Pereira Junior, A. A. M., Silveira, P. H. P. M. da ., Altoé, L., & Teles, C. R. (2021). USO DE CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO PARA AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE BIOGÁS OBTIDO DA ÁGUA RESIDUÁRIA DO CAFÉ: USE OF STEQUIOMETRIC CALCULATION TO EVALUATE BIOGAS PRODUCTION OBTAINED FROM COFFEE WASTE WATER. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 7(2), 48–58. https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i2.34548