Entre projetos e presepadas: infância e literatura

Autores

  • Vera Lúcia da Silva Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB
  • Fabiana Carneiro da Silva Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB

DOI:

https://doi.org/10.47456/contexto.v%25vi%25i.30167

Resumo

RESUMO: O presente texto aborda através da leitura da narrativa Projetos e presepadas: a
trajetória de um curumim pela Amazônia de Edson Kayapó, as potencialidades que a
representação literária apresenta da compreensão da infância, não apenas em sua acepção de fase do desenvolvimento humano, mas como lugar da expansão do presente, da abertura para outras racionalidades, a partir das sensorialidades próprias da criança. Para esta leitura, desde uma metodologia orientada pela teoria da literatura, serão postos em diálogo Boaventura de Sousa Santos (2002), Walter Benjamin (1993) e Daniel Munduruku (2009), entre outros autores, no intuito de saber como a temporalidade, a brincadeira e o jogo das semelhanças nos limites da exterioridade e interioridade apresentam-se como forças capazes de resistência aos processos de negação e apagamentos da subjetividade indígena, assim como da produção de outras estéticas possíveis.


PALAVRAS-CHAVE: Infância e Literatura. Projetos e presepadas: a trajetória de um curumim
pela Amazônia. Temporalidade. Indígena. Semelhança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-10-27