Os ethé ‘pré-discursivo’, ‘discursivo mostrado’ e ‘discursivo dito’ da matriarca das gêmeas Farida e Carolinda, no romance Terra sonâmbula, de Mia Couto

Autores

  • Shirley Maria de Jesus Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG
  • Mírian Sousa Alves Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG

Resumo

Este artigo, a partir da noção de ethos, revisitada por Maingueneau, principalmente, na sua obra Ethos discursivo, pretende verificar como se constrói os ethé “pré-discursivo”, “discursivo mostrado” e “discursivo dito” da matriarca das gêmeas Farida e Carolinda, no romance Terra sonâmbula, de Mia Couto. A partir desse referencial teórico, realizamos, ao mesmo tempo, uma análise qualitativa, linguístico-discursiva e interdisciplinar dos ethé presentes no discurso dessa mãe. Trata-se, portanto, de uma pesquisa metodológica teórica, que se alicerça nas interfaces entre a Linguística, mais especificamente a Análise do Discurso, o ethos no discurso literário e a História. Como resultado, temos que a representação dos ethé (“pré-discursivo”, “discursivo mostrado” e “discursivo dito”) e a “identificação” da personagem do romance contribuem para a construção dos processos de negociação de sentidos e para a percepção dos “imaginários sociodiscursivos” individuais, coletivos e, ao mesmo tempo, de Moçambique.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-11-23