Um caso de homonímia sacra: o orago da Igreja de São Gonçalo (Vitória - ES)

Autores

  • Rachel Diniz Ferreira CAR-UFES
  • Maria Cristina C. L. Pereira PPGHIS-USP

Resumo

Mesmo sendo uma das mais antigas igrejas preser­vadas em Vitoria, a igreja de São Gonçalo Garcia tem sua historia envolta ainda em muitas incertezas. Poucos são os documentos que lhe fazem referência, e menos ainda os estudos que lhe são dedicados. Uma exceção é um histo­riador local, Elmo Elton, que a ela se reporta em sua obra "Velhos templos de Vitória". Dentre os raros documentos por ele mencionados (mas não identificado e nem transcri­to) esta um datado de 1715, onde se pede permissão para a construção de uma capela dedicada a São Gonçalo Garcia no mesmo local onde antes se erguia uma capela dedicada a Nossa Senhora do Amparo e da Boa Morte. Essa capela, que haveria sido construída provavelmente em 1707, ser­via de sede a uma Irmandade devota dessas duas invocações da Virgem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-11-16

Como Citar

Ferreira, R. D., & Pereira, M. C. C. L. (2015). Um caso de homonímia sacra: o orago da Igreja de São Gonçalo (Vitória - ES). Revista Farol, 1(7), 68–77. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/farol/article/view/11465

Edição

Seção

Artigos