Identidade gastronômica: patrimônio imaterial do oeste catarinense/ Gastronomic identity: immaterial heritage of the catarinense west

Autores

  • Cristiane Tonezer UNOCHAPECÓ
  • Marta Nichelle do Amaral
  • Simone Fátima Mascarello Cervini
  • Maria Regina Martinazzo

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO25.17619

Resumo

A cultura dos povos está ligada à alimentação e para entender sua diversidade e especificidade tornam-se imprescindíveis resgatar aspectos históricos, visitar o passado e trazer hábitos, costumes e crenças de cada etnia. Este estudo objetiva resgatar a memória gastronômica das etnias formadoras do Oeste de Santa Catarina. Como metodologia utilizou-se a pesquisa-ação, onde além da revisão de literatura buscou-se descrever as ações de um projeto de extensão denominado Patrimônio Gastronômico do Oeste de Santa Catarina. Como resultado chegou-se aos ingredientes chaves de quatro etnias: italiana, alemã, cabocla e polonesa e a partir deles criou-se um novo prato representando-as, o Revirado.

 

Abstract

The objective was to develop and validate a culturally appropriate instrument to evaluate the impact of a pilot intervention program in the food environment to promote healthy eating in small food stores in an urban food desert. A formative research was carried out for the validation of the instrument, including meetings of researchers, visits to all the streets in the study's region to identify food stores, visits to food distribution system agents', community workshops with the local community and in-depth interviews with food store owners for content and apparent validity. Instrument reliability was tested by Cronbach alpha coefficient. The development of the instrument included questions to evaluate the Identification and Characterization of Store; Marketing Parameters (i.e. influencers for including new food itens and frequency of product acquisition and profitability); and Psychosocial Factors Scale (i.e. expectations regarding healthy food sales, expectations regarding impact of intervention, and self-efficacy in relation to the marketing of healthy foods). Validation process allowed a review of all questions and questions' responses, with Cronbach alpha between 0.440 to 0.967 in the final instrument questions. It can be concluded that the instrument was developed to identify relevant characteristics of the food distribution system and can be used in epidemiological studies and public policies to evaluate increase access to healthy foods.

Key words:Validation Studies; Urban Health; Food Environment

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Tonezer, UNOCHAPECÓ

Doutora em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Docente do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais da Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Marta Nichelle do Amaral

Docente nos Curso de Nutrição e Gastronomia. Mestre em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais da Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó. Docente do Curso de Graduação em Nutrição e Tecnologia em Gastronomia da Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Simone Fátima Mascarello Cervini

Docente no Curso de Gastronomia. Mestranda em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais na Universidade Regional Comunitária da Região de Chapecó. Docente do Curso de Tecnologia em Gastronomia da Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Maria Regina Martinazzo

Docente no Curso de Gastronomia. Especialista em Operação e Gestão de Restaurantes, Bares e Similares da Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó. Docente do Curso de Tecnologia em Gastronomia da Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-06-27

Como Citar

TONEZER, C.; DO AMARAL, M. N.; MASCARELLO CERVINI, S. F.; MARTINAZZO, M. R. Identidade gastronômica: patrimônio imaterial do oeste catarinense/ Gastronomic identity: immaterial heritage of the catarinense west. Geografares, [S. l.], n. 25, p. 238–262, 2018. DOI: 10.7147/GEO25.17619. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/17619. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos