ESTÁGIO SUPERVISIONADO E ENSINO REMOTO EMERGENCIAL

QUAIS OS DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE?

Autores

  • Thaís Vinhas Universidade do Estado da Bahia- UNEB
  • Lorena Michelle Silva dos Santos Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Palavras-chave:

Ensino Remoto, Estágio Supervisionado, Formação Docente

Resumo

Diante de um cenário educacional complexo e incerto, frente à COVID-19, diferentes práticas educativas foram desenvolvidas em todo o país, a partir da reestruturação e realização de aulas e atividades na modalidade do ensino remoto emergencial. Desse modo, nos cursos de Licenciatura, os Estágios Supervisionados, considerados disciplinas mobilizadoras da pesquisa e da reflexão nas relações concretas da prática, foram restruturados/redesenhados para atender essa nova realidade. Esse texto apresenta algumas ponderações sobre uma experiência concreta que possibilitou um intenso exercício de investigação e pesquisa na organização de uma proposta de Estágio Supervisionado em dois cursos de Licenciatura na modalidade do ensino remoto, onde a reflexão sobre a atuação contextualizada do/a professor/a foi o eixo estruturante para pensar os desafios colocados pela pandemia para o exercício docente.  Os resultados mostraram que os desafios impostos para o trabalho docente em tempos de incertezas, possibilitaram uma movimentação de saberes que foram necessários para o desenvolvimento da prática pedagógica durante o percurso do Estágio Supervisionado. A prática colaborativa entre as professoras da disciplina de Estágio e os docentes supervisores que atuam na educação básica, tornou-se o fundamento principal para pensar a organização e efetivação de uma prática de formação docente inicial no contexto da pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Vinhas, Universidade do Estado da Bahia- UNEB

Doutoranda em Cultura e Sociedade (UFBA). Mestra em Cultura e Turismo (UESC/UFBA).
Graduada em História (UESC). Professora Assistente do Curso de História da Universidade do
Estado da Bahia (UNEB)-Campus XVIII. E-mail: tvinhas@uneb.br.

Lorena Michelle Silva dos Santos, Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Mestra em História em História Regional e Local (UNEB). Graduada em História (UNEB).
Professora Auxiliar do Curso de História da Universidade do Estado da Bahia (UNEB)-Campus XVIII.
E-mail: lmichelle@uneb.br.

Referências

ALARCÃO, Isabel. (org). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Portugal: Editora Porto, 1996.

BARREIRO, Iraíde Marques de Freitas; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado na Formação de Professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BARRETO, Andreia Cristina Freitas, ROCHA, Daniele Rocha. COVID 19 e Educação: Resistências, Desafios e (Im)Possibilidades. Revista ENCANTAR – Educação, Cultura e Sociedade. Bom Jesus da Lapa, v. 2, 2020, p. 01-11. Disponível em: http://www.revistas.uneb.br/index.php/encantar/article/view/8480. Acesso em: 06 de agosto de 2020.

BARRETO, Andreia Cristina Freitas. Como um peixe fora d'água. Jornal Correio 24 horas. Disponível em: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-um-peixe-fora-dagua/ Acesso em 06 de agosto de 2021.

BARROS, Patrícia Marcos de; COELHO, Bianca; CAMARGOS, Heloísa; LÉLIS, Inês Caroline; KLOSTER JR., Marcelo. Didática de transição: a formação docente e o ensino remoto emergencial em tempos de pandemia. Revista Dito Efeito, Curitiba, v. 11, n. 19, p. 48-57, jul./dez. 2020. P- 48-57

COSTA, Ivanilson. Novas tecnologias: Desafios e Perspectivas na Educação. Clube dos Autores, 2011.

CRUZ, Lilian Moreira; COELHO, Livia Andrade; FERREIRA, Lúcia. Gracia. Docência em tempos de pandemia: saberes e ensino remoto. Debates em Educação. Vol. 13, Nº. 31, Jan./Abr. 2021. p. 992-1016. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/11798. Acesso: 29 jun. 2021.

FERRAZ, Rita Cássia Souza Nascimento; FERREIRA, Lúcia Gracia; FERRAZ, Roselane Duarte Ferraz. Educação em tempos de pandemia: consequências do enfrentamento e (re)aprendizagem do ato de ensinar. Revista Cocar, n. 9, Edição especial, p. 1-19,2021. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/4126. Acesso: 8 jan. 2021.

FERRAZ, Roselane Duarte; FERREIRA, Lúcia Gracia. Estágio supervisionado no contexto do ensino remoto emergencial: entre a expectativa e a ressignificação. Revista de Estudos em Educação e Diversidade. v. 2, n. 4, 2021. p. 1-28. 2021. Disponível em:

https://periodicos2.uesb.br/index.php/reed/article/view/8963. Acesso: 23 set. 2021;

FERREIRA, Lúcia Gracia; FERRAZ, Roselane Duarte; FERRAZ, Rita de Cássia Souza Nascimento. Trabalho docente na pandemia: discursos de professores sobre o ofício. Fólio - Revista De Letras, v. 13, n. 1. 2021. p. 323-344. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/9070. Acesso: 08 ago. 2021.

FERREIRA, Lúcia Gracia; FERRAZ, Roselane Duarte. Por trás das lentes: o estágio como campo de formação e construção da identidade profissional docente. Revista Hipótese. v. 7, n. único. p. 301-320. 2021. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1sKomRrXn2RJaSe4WRvANcNfRgF6rRC9g/view. Acesso: 20 set. 2021.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e pofissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2006.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARIOTTI, Humberto. Pensando diferente: para lidar com a complexidade, a incerteza e a ilusão. São Paulo: Atlas, 2010.

MORAN, José Manuel. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 2. ed. Campinas, SP: Papirus, 2007.

MORIN, Edgar. O papel da Educação em tempos de crise. Entrevista concedida a Audrey Furlaneto. Jornal O Globo. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/resistir-as-incertezas-parte-da-educacao-diz-edgar-morin-23723035. 2019.

MORIN, Edgar. Introdução ao Pensamento Complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 2008.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2011.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2011.

PIMENTA, Selma Garrido e ANASTASIOU, Léa das Graças C. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez Editora, 2014.

RIBEIRO, Luís Roberto de Camargo. Aprendizagem baseada em problemas (PBL): Uma experiência no ensino superior. São Carlos: EdUFSCAR, 2008.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. Jörn Rüsen e sua contribuição para a didática da História. Intelligere, Revista de História Intelectual vol. 3, nº 2, out.2017.

SOUZA, Ester Maria Figueredo. FERREIRA, Lucia Gracia. Ensino Remoto Emergencial e o Estágio Supervisionado nos cursos de licenciatura no cenário da pandemia COVID 19. Rev. Tempos Espaços Educ. v.13, n. 32, e-14290, jan./dez.2020. p. 1-20. Doi: http://dx.doi.org/10.20952/revtee.v13i32.14290 Acesso em 06 de ago. 2021.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org). Aula: gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas: Papirus, 2008.

VINHAS, Thaís; SANTOS, Lorena. Plataformas Digitais e Ensino de História: Possibilidades Pedagógicas do aplicativo Kahoot. In: NETO, José Maria Gomes de Souza; SILVA, Kalina Vanderlei de Paiva. (org) Caminhos da Aprendizagem Histórica: Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino de História. Rio de Janeiro: Sobre Ontens/Leitorado Antiguo/UERJ, 2021. P. 256- 263.

VINHAS, Thaís; MENDES, Sandra Regina. O papel social do estágio supervisionado em História: a prática colaborativa e a formação de professores. Revista UNIABEU, v. 12, p. 65-81, 2019.

Downloads

Publicado

2021-10-04

Edição

Seção

Dossiê - Da formação à prática pedagógica