O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE REFERENTES NO TEXTO

UMA ATIVIDADE DE NATUREZA SOCIOCOGNITIVA

Autores

  • José Alves Ferreira Neto Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.47456/pl.v11i28.35099

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a natureza sociocognitiva da construção dos referentes nos textos. Para a realização deste trabalho, seguimos o pressuposto de que a ação de referir se constitui como uma atividade em que a realidade é reconstruída mediante o processo de interação, com base nas atividades sociocognitivas empreendidas pelos interlocutores. Estabelecemos como questão principal de nosso estudo analisar como as expressões referenciais e as demais pistas linguísticas que auxiliam na construção dos processos referenciais evidenciam a natureza sociocognitiva do fenômeno da referenciação. Em nossa análise, examinamos a natureza eminentemente sociocognitiva do fenômeno da referenciação em três textos pertencentes ao gênero piada. Concluímos, com a análise dos textos, que o processo referencial é essencialmente sociocognitivo, uma vez que os aspectos sociais e o aparato cognitivo se entrelaçam na compreensão dos textos, o que demarca o caráter essencialmente dinâmico do processo. Para a realização deste estudo, adotamos como pressupostos teóricos os postulados da referenciação, conforme, sobretudo, Mondada e Dubois (2003), Cavalcante (2012), Custódio Filho (2011) e Cavalcante, Custódio Filho e Brito (2014).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-29 — Atualizado em 2021-08-30

Versões

Como Citar

FERREIRA NETO, J. A. O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE REFERENTES NO TEXTO: UMA ATIVIDADE DE NATUREZA SOCIOCOGNITIVA. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 11, n. 28, p. 88–108, 2021. DOI: 10.47456/pl.v11i28.35099. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/35099. Acesso em: 28 nov. 2021.