ATLAS TOPONÍMICO DO TOCANTINS (ATT): CRIAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA A CATALOGAÇÃO DOS DADOS DAS FICHAS LEXICOGRÁFICO-TOPONÍMICAS

Autores

  • Karylleila Santos Andrade Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Esta proposta é um recorte do ATT – Atlas Toponímico do Tocantins cujo objetivo geral é a criação de um software para catalogar as informações registradas nas 120 fichas lexicográfico-toponímicas, resultado do trabalho de coleta e análise de dados, provenientes dos mapas dos 139 municípios do estado do Tocantins. A ficha apresenta aspectos  linguísticos, históricos, geográficos, etimológicos, taxionômicos (natureza física ou antropocultural). Os elementos que compõem a ficha lexicográfico-toponímica, especificada neste trabalho, são característicos do estudo onomástico. Ao identificarem-se os signos motivadores, suas origens e sua evolução toponímica, resgatam-se os valores inseridos na base histórico-social da região estudada. O levantamento dos dados para montagem da ficha  estimula o saber-conhecer da história da comunidade, assim como, auxilia na compreensão da cosmovisão individual e coletiva que forma a identidade cultural e linguística de uma região, no caso, o território tocantinense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karylleila Santos Andrade, Universidade Federal do Tocantins

Graduação em Letras pela Universidade do Tocantins (1993), mestrado em Linguística pela Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Linguística pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente é professora adjunta do curso de Artes e do Programa de Pós-Graduação em Letras, Mestrado em Ensino de Língua e Literatura, da Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase no ensino do Léxico e em Onomástica/Toponímia.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2013-12-12

Como Citar

ANDRADE, K. S. ATLAS TOPONÍMICO DO TOCANTINS (ATT): CRIAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA A CATALOGAÇÃO DOS DADOS DAS FICHAS LEXICOGRÁFICO-TOPONÍMICAS. PERcursos Linguísticos, [S. l.], v. 3, n. 7, p. 29–41, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/3902. Acesso em: 8 dez. 2021.