O assassinato do fazendeiro José da Rosa Machado da fazenda Boa Vista (1886): conflitos entre senhores e escravos no sul do Espírito Santo nos últimos anos da escravidão

Autores

  • Ademildo Gomes

Palavras-chave:

Escravidão, Abolição, Assassinato, Escravos, Fazendeiros

Resumo

O presente artigo analisa o assassinato do fazendeiro José da Rosa Machado, proprietário da fazenda Boa Vista, atualmente chamada Fazenda da Serra, localizada no município de Cachoeiro de Itapemirim, pelo seu escravo de nome José, no dia 30 de dezembro de 1886. Esse assassinato foi relatado pelos dois jornais localizados ao sul do Espírito Santo O Cachoeirano, editado e publicado em Cachoeiro de Itapemirim e O Constitucional, editado e publicado em Itapemirim. Esses jornais, com propostas políticas diferentes, registraram o assassinato, a prisão do “assassino” José e seu primeiro julgamento na condição de escravo em 1887, e o seu segundo julgamento e sua absolvição por legítima defesa em 1889, já na condição de ex-escravo. Tendo como referência esse caso particular, apresentamos alguns elementos que caracterizavam a relação entre senhores e escravos no Sul do estado do Espírito Santo nos últimos anos da escravidão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-30

Como Citar

Gomes, A. . (2019). O assassinato do fazendeiro José da Rosa Machado da fazenda Boa Vista (1886): conflitos entre senhores e escravos no sul do Espírito Santo nos últimos anos da escravidão. Revista Do Arquivo Público Do Estado Do Espírito Santo, 3(6), 67–77. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/revapees/article/view/32294

Edição

Seção

Artigos