'Domina Vrbs': quotidiano e sociabilidades na Roma de Marcial

Autores

  • Virgínia Soares Pereira

DOI:

https://doi.org/10.17648/rom.v0i6.11968

Palavras-chave:

Marcial, Epigrama, Sociabilidades, Patronato

Resumo

Marcial (c.40-c.103 ou 104), poeta hispânico do século I d.C., deixou o seu nome indelevelmente ligado ao género epigramático e mais especificamente ao epigrama satírico. Qual verdadeiro repórter, espelha na sua obra atitudes, usos e costumes, o modus uiuendi dos homens e da Roma do seu tempo. O presente artigo propõe-se percorrer, na companhia de Marcial, alguns dos principais tempos e espaços do quotidiano e das sociabilidades em Roma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Documentação textual

MARCIAL. Epigramas. Tradução de Delfim Leão, José Luís Brandão e Paulo Sérgio Ferreira, com Introdução (geral) e notas de Cristina de Sousa Pimentel. Lisboa: Edições 70, 2000 (vols. I e II), 2001 (vol. III) e 2004 (vol. IV).

MARTIAL. Épigrammes. Texte établi et traduit par H. J. Izaac. Paris: les Belles Lettres, 1969 (Tome I) e 1973 (Tome II).

Obras de apoio

Baptista, D. M. S. O Burlesco e o Satírico na obra de Marcial e Juvenal. Tese (Doutorado em Literatura Latina) – Programa de Pós-Graduação em Linguas e Culturas da Universidade de Aveiro, Aveiro, 2009.

Brandão, J. L. Marcial e a Urbe: O meio físico e histórico-social dos Epigramas. In: Pimentel, C., BRANDÃO, J. L.; FEDELI, P. (Coords.). O poeta e a cidade no mundo romano. Coimbra: Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, 2012, p. 135-161.

Carcopino, J. A vida quotidiana em Roma no apogeu do Império. Lisboa: Edição Livros do Brasil, s.d.

Castagnoli, F. Roma nei versi di Marziale. Athenaeum, n. 27, p. 67-78, 1950.

Cavaco, L. M. S. Juvenal, Saturae. Tipos e Vícios. Dissertação (Mestrado em Literatura Latina) – Programa de PósGraduação em Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2009.

CITRONI, M. et al. Literatura de Roma Antiga. Lisboa: F.C.G., 2006.

CONTE, G. B. Letteratura Latina. Manuale storico dalle origini alla fine dell’impero romano. Firenze : Le Monnier, Nuova Edizione, 1995 [1987].

Graça. I. V. C. Roma na poesia de Marcial: Imagens e ecos de um espaço físico e social. Tese (Doutorado em Literatura Latina) – Programa de PósGraduação em Linguas e Cultura da Universidade de Aveiro, Aveiro, 2010.

IZAAC, H.J., In: MARTIAL. Épigrammes. Texte établi et traduit par H. J. Izaac. Paris: les Belles Lettres, 1969 (Tome I) e 1973 (Tome II).

Kardos, M. J. L’ ‘Vrbs’ de Martial. Recherches topographiques et littéraires autour des Epigrammes V, 20 et V, 22. Latomus, n. 60, p. 387-413, 2001.

Laurens, P. L’abeille dans l’ambre. Célébration de l’épigramme de l’époque alexandrine à la fin de la Renaissance. Paris: Les Belles Lettres, 1989.

Leite, L. R. Marcial e o livro. Vitória: EDUFES, 2011.

______. O patronato em Marcial. Dissertação (Mestrado em Línguas Clássicas) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

MARTIN, F. Les mots latins. Paris : Librairie Hachette, 1941.

Medeiros, W. O Poeta que buscava um Amor. Biblos n. 64, p. 1-15, 1988.

Pesando, F. Libri e biblioteche. Roma: Edizioni Quasar di Severino Tognon, 1994.

Pimentel, M. C. C.-M. A Roma dos Flávios: gente e sentimentos nos ‘Epigramas’ de Marcial. In: Pimentel, C., BRANDÃO, J. L. & FEDELI, P. (Coords.) O poeta e a cidade no mundo romano. Coimbra: Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, 2012, p. 121-133.

______. Teatro, actores e público no Alto Império romano. In: BRASETE, M. F. (Coord.). Máscaras, vozes e gestos: nos caminhos do teatro clássico. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2001, p. 329-348.

Pimentel, M. C. C.-M. ‘Barbam uellere mortuo leoni’. In: MORA, C. M. (Coord.). Sátira, paródia e caricatura: da Antiguidade aos nossos dias. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2003, p. 179-198.

Pimentel, C. S.; Leão, D. F.; Brandão, J. L. (Coords.). ‘Toto notus in orbe Martialis’. Celebração de Marcial 1900 anos após a sua morte. Coimbra; Lisboa: Universidade de Coimbra; Universidade de Lisboa, 2004.

Robert, J.-N. Les plaisirs à Rome. Paris : Les Belles Lettres, coll. “Realia”, 1986.

Torrão, J. M. N.; Andrade, A. M. L. Os labirintos da cidade: Marcial em Roma. Ágora - Estudos Clássicos em Debate, n. 10, p. 63-80, 2008.

Torrão, J. M. N.; Costa, J. M. Inveja e Emulação em Marcial: A vida e os seus costumes temperados com sal Romano! In: PEREIRA, B. F.; DESERTO, J. (Orgs.). Symbolon II. Inveja e Emulação. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2010, p. 103-124.

Downloads

Publicado

2015-12-30

Como Citar

PEREIRA, V. S. ’Domina Vrbs’: quotidiano e sociabilidades na Roma de Marcial. Romanitas - Revista de Estudos Grecolatinos, [S. l.], n. 6, p. 20–38, 2015. DOI: 10.17648/rom.v0i6.11968. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/11968. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: A cidade romana entre a História, a Arqueologia e a Literatura