Palavras e silêncios: a ausência de centros de reabilitação de autores de violência doméstica no Brasil e as questões de gênero

Autores

  • Ana Carolina Eiras Soares UFG
  • Neide Célia Ferreira Barros UFG

Resumo

Desde a entrada em vigor da famigerada Lei 11. 340/06, conhecida como Maria da
Penha, muito se destacou as mudanças protetivas em relação às mulheres agredidas, todavia ainda são muito escassas as discussões a respeito da implementação dos centros de cuidado ao homem agressor. Então, partindo de uma fala da categoria de Gênero, apresentada pela historiadora Joan Scott, pretendemos neste trabalho salientar a importância de se pensar as masculinidades e lugares de cuidados do agressor como meio de promoção da igualdade
de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Eiras Soares, UFG

Bolsista Pós-Doc do PPGAS/UNB FAPEG/CAPES, Prof.ª Adjunta do Programa de Pós-Graduação em História/Faculdade de História da Universidade Federal de Goiás; Coordenadora do GT regional de Gênero - Seção Goiás e Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Gênero/FH-UFG/CNPq.

Neide Célia Ferreira Barros, UFG

Possui graduação em Direito (2008) pela UniEvangélica, Graduação (2014) e Especialização (2012) em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Mestranda em História pela Universidade Federal de Goiás (com o tema interdisciplinar em Direito Penal e História) e cursa Especialização em Direito Penal na Faculdade Alfredo Nasser. Durante a graduação foi pesquisadora PIBIC/CNPq por dois anos, onde trabalhou com História do Brasil República através do documento Revista Feminina. Foi selecionada para Mobilidade Estudantil (com bolsa de estudos) para o curso de História da Universidade de Granada (Espanha) onde estudou História das Mulheres, Antropologia do Gênero e Literatura Espanhola. Atualmente participa do Grupo de Estudos e Pesquisa em Gênero da Faculdade de História/UFG, do "Núcleo de Usos da História" da FH-UFG e do Grupo de Extensão Direitos Humanos, Movimentos Sociais e democracia da Faculdade de Direito/UFG. Atua como professora de História no Colégio de Aplicação da Faculdade Alfredo Nasser. Áreas de atuação: História do Brasil, Gênero, Direito Penal, Direitos Humanos. Contato: neidecelia@gmail.com / blog: www.neidebarros.blogspot.com

Downloads

Publicado

11-12-2018

Como Citar

SOARES, A. C. E.; BARROS, N. C. F. Palavras e silêncios: a ausência de centros de reabilitação de autores de violência doméstica no Brasil e as questões de gênero. Revista Ágora, [S. l.], n. 22, p. 170–185, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/13615. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: Feminismos e Patriarcado